Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/20893

TitleETdA: Ergonomic Tridimensional Analysis for common areas with circulation of people
Author(s)Loureiro, Isabel F.
Advisor(s)Leão, Celina Pinto
Arezes, P.
Issue date5-Sep-2012
Abstract(s)Ergonomic Tri-dimensional Analysis (ETdA) is a new approach specifically developed for ergonomic assessments and redesign of Common Areas with Free Circulation of People (CAFCP). The available literature in the field of ergonomics provides an identification and description of several ergonomic contexts (considering man, machine and environment). According to the complexity of the analysed task and its level of automation and to the professionals’ interrelation with the organization, a dynamic environment can be defined. In these environments, the total quality management philosophy is focused not only in workforce satisfaction, but also in clients’ wellbeing, since in modern social-technical systems they are intrinsically linked to the organizations. It is important to notice that as a consequence of this interaction, clients and professionals can equally be exposed to the same ergonomic risk factors. From the management point of view, the ongoing concern with the clients requires a continuous improvement in several organizational keys-areas such as quality, occupational safety and health, environment protection, and cost of products and services. As a result of the market customization, the organizational adjustments taking place on the common areas must also benefit the ergonomic contexts of the professionals. Following these thoughts, and to optimize the performance of the overall system (economical goal), the strategies adopted by organizations and their goals must also consider the human wellbeing (social goal). In common areas, the human wellbeing is related to its users, both the clients and professionals. Therefore, processes of improvement are often multidimensional (considering all the organizational participants), cross and correlated. The ETdA development follows the ergonomics future tendency since it allows the participation of the entire organization in the identification of critical situations. It is a continuous model that assists the ergonomist (Analyst) in his/her ergonomic analysis allowing the diagnosis of the studied conditions and identification of the critical Ergonomic Factors (EF) and the consequent adjustments, which represents the ergonomic intervention. Different observation tools are used: a questionnaire, an evaluation sheet and direct and indirect observation (checklist) for the Clients, Professionals and Analyst dimensions, respectively. The development of the weighting tables allows the simplification and synthesis of the ETdA dimensions results, helping the Analyst in the decision making process regarding the ergonomic intervention. General guidelines for the use of ETdA model were established and a software was developed, ETdAnalyser. The ETdAnalyser main purpose is to help the analyst in the ETdA implementation, data analysis and report generation. The sustainability of ETdA model is clear in its realistic overview of the real work in CAFCP. Indeed, these areas are scenarios for different actors, and each one should be aware of the importance of ergonomic issues. ETdA model can also be seen as a model that will increase the population awareness for ergonomics. ETdA is a potential social instructive model, since the inclusion of clients’ dimension in the ergonomic analysis it is important to focus the clients’ attention towards the ergonomics issues. This will contribute to the spread of the knowledge on ergonomics. Clients’ dimension results can highlight some risky situations that otherwise could not be detected. This particular issue is useful to support the analyst decision when the professional and the Clients are in agreement. Considering the managements point of view, it seems easier to make organisational changes when the principal intervenient, client, has the same opinion of the analyst and/or the professional.
O modelo de Análise Ergonómica Tridimensional (ETdA-Ergonomic Tri-dimensional Analysis) é uma nova abordagem ergonómica desenvolvida especificamente para análise ergonómica de áreas comerciais com livre circulação de pessoas. De acordo com a complexidade da tarefa analisada e o correspondente nível de automatização e de inter-relação do profissional com os vários níveis organizacionais, pode ser definido um ambiente de trabalho dinâmico. Esta situação verifica-se nas estruturas organizacionais mais recentes em que os clientes assumem um papel central estando intrinsecamente ligadas às políticas de desenvolvimento das mesmas. Da interação do profissional com o cliente em áreas comuns de livre circulação, considera-se que ambos podem ser igualmente expostos aos mesmos fatores de risco ergonómico. Pelo que, a gestão empresarial deverá concentrar os seus esforços não só na satisfação dos seus trabalhadores, como também no bem-estar dos clientes. Desta forma, e para otimizar o desempenho do sistema organizacional, as estratégias adotadas pelas organizações devem também considerar o bem-estar humano, constituindo este, o seu objetivo social. Todos os participantes da organização devem estar envolvidos nos processos de melhoria. No caso de áreas comuns com livre circulação de pessoas, os participantes identificados e que conjuntamente com o Analista farão a análise ergonómica, são os Profissionais e os Clientes, definindo assim as três dimensões da análise ergonómica. O desenvolvimento do modelo ETdA segue a tendência atual e futura da Ergonomia permitindo a participação de toda a organização na identificação de situações críticas. É um modelo de ação contínua que auxilia o ergonomista (Analista) na análise permitindo o diagnóstico das condições estudadas e a identificação dos fatores críticos. De acordo com a dimensão que faz a análise, diferentes instrumentos de observação são usados: um questionário para a dimensão dos Clientes, uma ficha de avaliação para a dimensão dos Profissionais e uma lista de verificação para a dimensão do Analista. Para efetuar a análise conjunta dos resultados das dimensões, são elaboradas tabelas de ponderação, permitindo a distribuição da classificação de cada categoria de resposta inerente a cada um dos domínios, numa escala que facilitará a construção do resultado final. A necessidade de elaborar tabelas de ponderação facilitará o trabalho final do ergonomista pois permite uma visão mais ampla e esquemática acerca das possíveis mudanças a implementar. Como resultado deste trabalho, são estabelecidas as orientações gerais para o uso do modelo ETdA bem como a aplicação informática, ETdAnalyser. O principal objetivo do ETdAnalyser é ajudar o Analista na implementação do modelo ETdA, na análise dos dados e na elaboração de relatórios. A utilização do modelo ETdA para análise ergonómica de áreas comuns com livre circulação de pessoas, permite ao Analista ter uma visão holística do problema identificado. Dado o envolvimento dos Clientes na análise, o modelo ETdA também pode ser visto como um instrumento que irá aumentar a consciencialização da população para as questões relacionadas com a ergonomia. Este facto contribuirá para a disseminação do conhecimento sobre ergonomia. Utilizar a opinião dos Clientes permite, por um lado, sensibilizá-los para as questões ergonómicas e, por outro lado, dar uma contribuição importante para a elaboração das propostas de mudança inerentes à intervenção ergonómica.
TypeDoctoral thesis
DescriptionTese de doutoramento em Industrial and Systems Engineering
URIhttps://hdl.handle.net/1822/20893
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Teses de Doutoramento
DPS - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_Isabel F. Loureiro_2012.pdf6,78 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID