Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/19762

TitleO peso da agência noticiosa no jornalismo diário : o caso da Lusa e do Público
Author(s)Magalhães, Andreia Daniela da Silva
Advisor(s)Pinto, Manuel
Issue date2011
Abstract(s)O primeiro contacto de um aluno universitário com o mundo profissional é pleno de surpresas e deslumbramento mas também questões, dúvidas e interrogações. Apesar de estar agora a concluir um mestrado, o meu segundo grau académico, deparei-me com o ressurgimento de uma série de temas, ao jeito de objectos de estudo ou, pelo menos, de análise pessoal, perante os quais já me havia colocado na minha primeira experiência como estagiário curricular inserido na redacção profissional de um meio de comunicação social, ainda que desta vez o cariz das mesmas se tenha modificado por via do também diferente suporte do meio. Após o período de estágio que passei na estação de televisão SIC, em Carnaxide, Lisboa, aquando da conclusão da minha licenciatura, dei entrada, nas mesmas condições, na redacção do Porto do jornal Público. Se o sistema hierárquico, a responsabilidade e, até, o sentimento de que efectivamente qualquer estagiário tem sempre um longo caminho a percorrer para vingar no mundo profissional se mantiveram, a forma de trabalhar, especialmente no terreno, o suporte e os dead lines apresentaram-se substancialmente diferentes. Foram este tipo factores, aliados a uma vivência aberta mas ponderada, que me fizeram questionar as razões, a forma e as consequências de um parâmetro tão preciso quanto essencial no quotidiano profissional de um meio de comunicação social e, especificamente, do Público. Sem esquecer que, apesar da sua relevância geográfica e estratégica, a redacção em que me inseri é, para todos os efeitos, uma delegação – facto que levanta uma séria de contextos e realidades forçosamente diferentes das que deverão ser levantadas por uma redacção principal, por via dos naturais e superiores recursos económicos e humanos -, entendi como relevante debruçar-me a relação do Público com as agências de notícias e, especificamente, a Lusa. Tendo em consideração as situações que vivi na pesquisa e construção de notícias ao longo do meu período de estágio, questiono-me sobre a real natureza da ligação entre as duas entidades. Estaremos perante uma situação de dependência e conforto, ou, pelo contrário, de bom manuseamento de um instrumento de trabalho e até necessidade? Após a análise crítica da minha vivência, de relatos e de dados quantitativos, sempre enquadrados na aprendizagem teórico-prática adquirida durante o curso, entendo esta relação como ambivalente: com factores positivos e negativos enraizados ao longo do tempo, que apenas um contexto utópico e, por isso, desinserido da nossa actual realidade social e económica, poderia conduzir à tentação de ser radicalmente alterado tendo em vista a procura de uma redacção profissional completamente independente, no que ao parâmetro de uma produção própria diz respeito.
The first contact of a college student with the professional world is full of surprises, dazzle and awareness, but also with questions and doubts. Nevertheless, I'm finishing my Master degree, I have notice the forthcoming of lots of subjects that I have already had with my first internship during my graduation. In fact, there were much in common between these two different experiences, although the differences in the media type: a television and a newspaper. After my internship in SIC, at Carnaxide, Lisbon, during my graduation, I have come in the same conditions to Jornal Público newsroom in Porto. In spite of the same responsibility, the hierarchical system and the feeling of having to work hard to succeed, the working routines and deadlines were really different between SIC and PÚBLICO. Were such factors, combined with an open experience that made me question the reasons, the shape and consequences of a parameter as accurate as essential in everyday life of a professional media and specifically PÚBLICO. Besides the importance of Porto in Portugal, the newsrooms I was in was a delegation. This brings different realities than in a main newsroom: with higher economic and human resources. That‘s why I have decided to focus in the relation between PÚBLICO and a news agency: LUSA. Considering my experience in research and writing news during my internship, I wonder about the real nature of the link between the two entities. Are we facing a situation of dependence and comfort, or, in the other hand, good handling and a working tool? Upon review of my experience, reports and quantitative data, always framed in the theoretical and practical learning acquired during the course, I understand this relationship as ambivalent, with positive and negative factors ingrained over time, which only an hypothetical context and therefore detached from our current social and economic reality, could lead to the temptation to be radically altered in order to search for a completely independent professional newsroom.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado em Ciências Sociais (área de especilaização em Informação e Jornalismo)
URIhttp://hdl.handle.net/1822/19762
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado
CECS - Dissertações de mestrado / Master dissertations

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Andreia Daniela Da Silva Magalhães.pdf5,32 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID