Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/19522

TitleUrbanismo e arquitetura de Bracara Augusta. Sociedade, economia e lazer
Author(s)Martins, Manuela
Ribeiro, Jorge
Magalhães, Fernanda
Braga, Cristina
KeywordsUrbanismo
Arquitetura romana
Bracara Augusta
Arqueologia
Evolução urbana
Economia romana
Sociedade
Urban evolution
Roman architecture
Roman economy
Society
Issue dateMay-2012
PublisherCentro de Investigação Transdisciplinar «Cultura, Espaço e Memória» (CITCEM)
Abstract(s)As cidades romanas, tal como todas as cidades, em qualquer tempo ou lugar, podem ser consideradas como organismos vivos em permanente mudança. No entanto, essa natureza mutante dos espaços urbanos só muito dificilmente pode ser percecionada pela arqueologia, que apenas nos fornece fragmentos de uma realidade material, que pouco diz sobre o sentir, os compromissos e os conflitos e contradições das gentes que construíram, usaram e transformaram as cidades.
O presente trabalho pretende analisar os contributos fornecidos pela arqueologia urbana realizada em Braga nos últimos 35 anos que permitem abordar a evolução da cidade romana de Bracara Augusta, entre a sua fundação, nos finais do século I a.C. e o século IV. Tendo por base os conhecimentos disponíveis discute‑ se o contexto histórico e político que conduziu à criação das cidades do NO Peninsular, procede‑ se a uma avaliação da ocupação pré‑ romana do território onde foi implantada a cidade de Bracara Augusta, analisam‑ se os vestígios arqueológicos associados à precoce implantação de um traçado ortogonal e valorizam‑ se os dados materiais e epigráficos relacionados com a primitiva ocupação da nova urbe. Tendo por base os testemunhos construtivos, bem como os artefatos e as inscrições conhecidas procede‑ se, de seguida, a uma análise da arquitetura pública e privada, numa perspetiva diacrónica, em articulação com diferentes aspectos relacionados com a economia e a organização social
This paper aims to analyze the input provided by urban archeology carried out in Braga in the past thirty‑five years able to approach the evolution of the Roman town of Bracara Augusta, between its foundation at the end of the first century BC and the fourth century AD. With reference to the available knowledge we discuss the historical and political background which led to the creation of Northwestern Augustan cities, we proceed to an evaluation of pre‑Roman occupation in the territory where Bracara Augusta was settled, we analyze the archaeological remains related to early implantation of a orthogonal grid and we valorize both material and epigraphic data relating to the original occupation of the new site. Based upon the constructive evidence, as well as the known artifacts and inscriptions we then evaluate the public and private architecture on a diachronic perspective, in connection with various remains related to the economy and social organization.
TypebookPart
URIhttp://hdl.handle.net/1822/19522
ISBN978-989-97558-7-1
Peer-Reviewedno
AccessopenAccess
Appears in Collections:UAUM - Artigos (Papers)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Urbanismo_e_arquitetura_de_Bracara_Augusta._Sociedade,_Economia_e_Lazer.pdf4,57 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis