French
Spanish
Portuguese
RepositoriUM
Universidade do Minho
Documentation Services Search Portal Bibliographic Catalogue .
 

Universidade do Minho > Biblioteca da Universidade do Minho > BUM - Dissertações de Mestrado Integrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/18638

View statistics of this item View statistics of this item
Title: "Ciberstalking" : prevalência na população universitária da Universidade do Minho
Authors: Carvalho, Célia Sofia de Sousa
Advisor: Matos, Marlene
Keywords: Ciberstalking
Vitimação
Prevalência
Estudantes universitários
Victimization
Prevalence
University students
Issue date: 2011
Abstract: A evolução tecnológica fomentou o contacto entre pessoas e consequentemente, a intrusão. Como tal, tem-se notado o crescimento de um fenómeno análogo ao stalking: o ciberstalking que se caracteriza pela tentativa persistente de uma pessoa em assediar outra recorrendo ao uso da internet, do computador pessoal, telemóveis e outros dispositivos com ligação à internet. Para além de não existirem dados exatos sobre a prevalência do ciberstalking a nível internacional, em Portugal estes são totalmente desconhecidos. Esta investigação teve como objetivo analisar até que ponto a amostra universitária inquirida foi alvo de comportamentos de assédio através de meios eletrónicos em algum momento da sua vida, e quais os métodos (e.g. enviar mensagens excessivamente afetuosas, monitorizar a atividade online) mais frequentemente utilizados nessa dinâmica. A amostra é constituída por 111 estudantes da Universidade do Minho, a frequentar o 1º e 3º anos de diferentes cursos universitários (e.g. Psicologia e Biologia Aplicada). Para este efeito foi feita a adaptação para a população portuguesa de um instrumento de Spitzberg e Hoobler (2002) intitulado Cyber Obsessional Pursuit, sendo que a versão portuguesa se intitula de Escala de Avaliação de Ciberstalking. Esta é constituída na versão final por 22 itens que avaliam a ocorrência de experiências de ciberstalking. Juntamente administrou-se um breve questionário sócio-demográfico, que permitiu caracterizar a amostra e conhecer os seus hábitos de uso e exposição relativamente aos meios eletrónicos. Quanto aos resultados, 74.8% admitiu já ter sido alvo de pelo menos uma das formas de vitimação por ciberstalking apresentadas e, ainda, alguns participantes foram alvo de mais do que um destes atos, por vezes de forma reiterada. As ocorrências mais frequentes envolvem o assédio através de meios telefónicos e através das redes sociais. As ocorrências menos frequentes implicam a transferência do contacto do mundo digital para o mundo real, assim como técnicas de intrusão informática (e.g. tentar desativar o computador). Os resultados apontam ainda que os mais jovens relatam ter sido mais frequentemente alvo de ciberstalking: os alunos do 1º ano relatam ter experienciado um número maior de incidentes em comparação com alunos do 3º ano. O sexo masculino é o que relata uma maior taxa de vitimação. Mais investigações são necessárias no sentido de promover a consciencialização da população universitária para as dinâmicas envolvidas neste fenómeno, assim como trabalhar no sentido da prevenção e intervenção nestes casos.
The technological evolution has promoted the contact among people and consequently, intrusion. It has been noticed the growth of a phenomenon known as cyberstalking which is characterized by the persistence of a person to harass another using the internet, personal computer, cell phone or other devices with internet connection. Not only are accurate data regarding the prevalence of cyberstalking at international level not yet established, but also in Portugal they are completely unknown. This research's objective was to analyse to what extent the inquired university sample has been the target of harassment via electronic media at any moment of their life, and which methods (e.g. to send excessively affectionate messages, to monitor online activity) were more frequently used on those dynamics. The sample is constituted by 111 students from Universidade do Minho attending the 1st and 3rd years from different graduate courses (e.g. Psychology and Applied Biology). For this purpose, the Spitzberg and Hoobler (2002) measure, the Cyber Obsessional Pursuit, has been adapted for the Portuguese population, the Portuguese version being entitled Escala de Avaliação de Ciberstalking and it is constituted on its final version by 22 items that evaluate the occurrence of cyberstalking experiences. Simultaneously, a brief social-demographic questionnaire was applied, which allowed to characterize the sample and to know its habits of use and exposure relatively to electronic media. We found that 74.8% of the sample admits having been the target of at least one of the forms of victimization by cyberstalking presented. Furthermore, some participants were the target of more than one of these actions, sometimes repeatedly. The most frequent behaviours involved harassment via telephonic media and social networks. On the other hand, the less frequent imply the transfer of contact from the digital world to the real world as well as hacking techniques (e.g. to try to deactivate the computer). The results also point out that the younger ones reported having been more frequently the target of cyberstalking: the 1st year students reported having experienced, in total, a larger number of incidents than the 3rd year students. Men were the ones who reported a greater victimization rate. More research is needed in order to promote the student population's awareness to the dynamics involved in this phenomenon as well as to work on prevention and intervention in these cases.
Type: bachelorThesis
Description: Dissertação de mestrado integrado em Psicologia (área de especialização em Psicologia da Justiça)
URI: http://hdl.handle.net/1822/18638
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado Integrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Célia Sofia de Sousa Carvalho.pdf481,52 kBAdobe PDFView/Open
Anexos Tese.zip85,16 kBUnknownView/Open
Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis 

 


Universidade do Minho | Serviços de Documentação - Feedback - Statistics of RepositóriUM