Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/15818

TitleAbordagens à aprendizagem e controlo volitivo em alunos do 7º e 9º anos de escolaridade
Author(s)Correia, Marta Mariana Babo
Advisor(s)Rosário, Pedro
KeywordsAbordagem profunda da aprendizagem
Abordagem superficial da aprendizagem
Volição
Escolaridade
Deep approach to learning
Surface learning approach
Volition
Schooling.
Issue date2011
Abstract(s)Atendendo à crescente preocupação com o desempenho escolar, a presente dissertação objectiva aumentar o conhecimento acerca das abordagens à aprendizagem e das competências volitivas em alunos de 7.º e 9.º anos. Nesse sentido foram tomadas 3 medidas das variáveis em análise ao longo do ano lectivo. A abordagem à aprendizagem, um dos conceitos organizadores deste trabalho, é encarada como as respostas dos alunos aos conteúdos e às exigências percebidas de uma dada tarefa numa determinada ocasião. No sentido de avaliar as variáveis motivacionais relacionadas com as abordagens à aprendizagem, é utilizado o Inventário de Processos de Estudo (IPE) (Rosário, Ferreira, & Cunha, 2003; Rosário, Mourão, Nuñez, González-Pienda, Solano & Valle, 2007). A revisão da literatura nesta área insere-se no quadro teórico das perspectivas SAL (Student Approaches to Learning) (Marton, 1976a,b; Marton e Säljö,1976a; Biggs, 1987a, 1990; Rosário, Núnez, González-Pienda,Valle, Trigo, & Guimarães, 2010). Os processos volitivos são, definidos e considerados como parte de um sistema de auto-regulação que inclui a motivação e relaciona a cognição com a emoção. Proteger e manter os objectivos académicos são duas condições necessárias à nova visão da competência volitiva. A revisão da literatura abarca a perspectiva de diversos autores, Heinz Heckhausen (1980) e Julius Kuhl (1984) Corno e Kanfer (1993). Para a avaliação da competência volitiva dos alunos, é utilizado o Questionário de Estratégias de Controlo Volitivo (QECV) (Leite, 2008). Este estudo alargou, ainda, a sua análise às correlações entre as abordagens à aprendizagem / volição e os resultados escolares na disciplina de Português em alunos de 9.º ano. A amostra neste estudo é composta por 319 alunos (N = 319) a frequentar o 7.º e 9.º anos do Ensino Básico no presente ano lectivo (2010 / 2011). Os resultados obtidos revelam diferenças significativas entre os grupos nas três variáveis analisadas (volição, abordagem superficial e abordagem profunda). No entanto, nem sempre se verificaram diferenças significativas entre os momentos de avaliação. Em relação ao estudo das correlações entre os resultados escolares obtidos na disciplina de Português (grupo 9.º ano) e adopção de abordagens profundas da aprendizagem verificou-se uma associação positiva significativa. Em relação às abordagens superficiais observou-se uma associação negativa significativa. Por fim, a volição apresenta uma associação positiva significativa com as classificações da disciplina de Português apenas no primeiro momento da avaliação. No final, são apresentadas algumas implicações educativas dos resultados.
Given the growing concern about school performance, this paper extends the objective knowledge of the approaches to learning and volitional skills in students of 7th. and 9th. graders. The approach to learning, a conceptual organizer of this work is seen as the students' responses to content and the perceived demands of a task on a given occasion. To assess the motivational variables related to approaches learning, we use the Inventory Process Study (IPE) (Rosario Ferreira & Cunha, 2003; Rosario, Mourão, Nuñez, González- Pienda, Solano & Valle, 2007). The literature in this area falls within the theoretical perspectives SAL (Student Approaches to Learning) (Marton, 1976a, b; Marton and Säljö, 1976a; Biggs, 1987a, 1990, Rosario, Nunez, Gonzalez-Pienda, Valle, Wheat, & Guimarães, 2010). The volitional processes are defined and considered as part of a system of selfregulation which includes the related motivation and cognition and emotion. Protect and maintain the academic goals are two necessary conditions for the new vision of volitional competence. The literature includes the perspective of several authors, Heinz Heckhausen (1980) and Julius Kuhl (1984) Corno and Kanfer (1993). For the assessment of volitional competence of students, we use the Questionnaire Volitional Control Strategies (QECV) (Leite, 2008). This study has extended also to his analysis the correlations between approaches to learning / volition and educational attainment in the subject of Portuguese students in September. Grade. The sample in this study consists of 319 students (N = 319) attending the 7th. And 9. Grades of basic education in this academic year (2010/2011). The results reveal significant differences between groups in three variables (volition, surface approach and deep approach). However, data didn’t show significant differences in all the time controlled. Regarding the study of correlations between academic results obtained in Portuguese class (group 9. Grade) and adoption of deep approaches to learning there was a significant positive association. Regarding surface approaches revealed a significant negative association. Finally, volition has a significant positive association with ratings of Portuguese class only at first evaluation. In the end, we discuss some educative implications to this data.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado integrado em Psicologia (área de especialização em Psicologia Escolar e da Educação)
URIhttp://hdl.handle.net/1822/15818
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado Integrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Marta Mariana Babo Correia.pdf618,19 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID