Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/14246

TitleOfensores sexuais : das crenças ao estilo de pensamento
Author(s)Vieira, Sandra
Advisor(s)Gonçalves, Rui Abrunhosa
Issue date23-Sep-2011
Abstract(s)A crescente visibilidade da criminalidade sexual em Portugal constitui uma fonte de insegurança social, nomeadamente devido ao facto de as vítimas dos crimes sexuais serem as que desenvolvem com maior frequência sequelas psicológicas limitadoras a vários níveis do seu desempenho pessoal. Por outro lado, o conhecimento sobre os ofensores sexuais em Portugal e os programas de intervenção junto desta categoria de delinquentes são escassos ou mesmo inexistentes. Surge desta forma, a necessidade de desenvolver projectos de investigação neste domínio, devido não só à inexistência de programas específicos de intervenção, mas também pela falta de conhecimento sobre quais as variáveis nos ofensores sexuais que devem ser alvo de intervenção, para que esta seja mais eficiente e eficaz. Este estudo visa colmatar o défice existente ao nível do conhecimento científico nesta área, procurando analisar o estilo de pensamento dos ofensores sexuais e as suas crenças em relação aos comportamentos de violência sexual, para posteriormente delinear um plano de intervenção cientificamente sólido que incida sobre estes aspectos referenciados como determinantes no desencadear de comportamentos sexuais abusivos e com impacto relevante na prevenção da reincidência. Entre outras, discutir-se-ão questões sobre diferenças de estilo de pensamento criminal entre os ofensores; diferenças entre ofensores sexuais e outros ofensores; diferenças nas crenças sobre a sexualidade, o comportamento sexual e a violência sexual, através do recurso a uma metodologia combinada, qualitativa e quantitativa, e à consulta de ficheiros institucionais, o que permite o cruzamento de informações que possibilitam conhecer melhor este tipo de delinquência.
The growing visibility of sexual crime in Portugal is a source of social insecurity, particularly because the victims of sexual crimes are those who develop psychological sequels more frequently limiting the various levels of personal performance. Furthermore, knowledge about sexual offenders in Portugal and intervention programs with this category of offenders is scarce or even nonexistent. Arises in this way, the need to develop research projects in this area, not only because of the absence of specific intervention programs, but also by lack of knowledge about which variables in which sex offenders should be targeted for intervention, to make it more efficiently and effectively. This study aims to bridge the existing gap at the level of scientific knowledge in this area, trying to analyze the thinking style of sexual offenders and their beliefs regarding of sexual assault, to later design a scientifically sound plan of action focusing on these aspects referred as determinants in triggering sexual abusive behaviors and in the prevention of recidivism. Among others, the following issues will be discussed: differences in thinking style between criminal offenders; differences between sex offenders and other offenders; and differences in beliefs about sexuality, sexual behavior and sexual violence.
TypeDoctoral thesis
DescriptionTese de doutoramento em Psicologia (área de conhecimento em Psicologia da Justiça)
URIhttp://hdl.handle.net/1822/14246
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Teses de Doutoramento
CIPsi - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Sandra Mónica de Almeida Vieira.pdf2,15 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID