Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/12842

TitleDiferentes metodologias para a inspeção das armaduras existentes na Ponte Luiz Bandeira em Sejães
Author(s)Fernandes, Francisco Manuel Carvalho Pinto
Gramaxo, Jorge
Sena-Cruz, José
Ferreira, Rui Miguel
KeywordsPonte
Inspecção
Issue date2011
PublisherAssociação Portuguesa para a Segurança e Conservação das Pontes (ASCP)
Abstract(s)A Ponte Luiz Bandeira cuja construção data de 1907, é uma ponte em arco construída de acordo com o sistema patenteado Hennebique, caracterizado pela introdução de estribos nas vigas, ligando os varões traccionados à zona de betão comprimido. Esses estribos eram constituídos por chapas de aço de secção rectangular dobradas em forma de “U”. Cinquenta anos após a construção da ponte, esta sofreu obras de requalificação tendo os diversos elementos estruturais sido reforçados por encamisamento, com recurso a betão armado. O Departamento de Engenharia Civil da Universidade do Minho tem vindo a caracterizar a ponte em termos da técnica de construção e materiais utilizados, bem como o seu desempenho estrutural. Face à complexidade de armaduras existentes na Ponte Luiz Bandeira, foram usadas diferentes metodologias não destrutivas para a sua inspeção, nomeadamente, detectores de armaduras e georadar. As duas técnicas identificaram as armaduras de reforço do encamisamento. Adicionalmente, o georadar permitiu identificar a armadura original da ponte, situada após a armadura de encamisamento, constituída por elementos de maior dimensão e identificar a espessura do encamisamento.
TypeConference paper
URIhttp://hdl.handle.net/1822/12842
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:ISISE - Comunicações a Conferências Nacionais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
153.pdfDocumento principal1,63 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID