Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/11728

TitleO processo de cuidados de enfermagem à pessoa com deficiência ventilatória crónica-DPOC : da evidência cientifica à mudança das práticas
Author(s)Magalhães, Maria Manuela Almendra
KeywordsProcesso de cuidados de enfermagem
DPOCC
Programa de reabilitação respiratória
Autocuidado e autocontrolo respiração
Self-care
Self-management
Self-control breath in person with COPD
Nursing cares process
Respiratory rehabilitation program
Issue dateAug-2009
PublisherSinais Vitais
JournalRevista Investigação em Enfermagem
Citation"Revista Investigação em Enfermagem." ISSN 0874-7695. 20 (Ago. 2009) 26-39.
Abstract(s)A pessoa com Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC), é portadora de uma deficiência ventilatória crónica que poderá ser profundamente incapacitante, responsável por um sofrimento enorme e com impacte nas suas capacidades como membro de uma família e de uma comunidade, em que a sua qualidade de vida é muito perturbada. O enfermeiro ao cuidar da pessoa com DPOC, desenvolve a sua tomada de decisão com a pessoa através da concepção de um processo de cuidados, tendo por focos de atenção o processo do sistema respiratório, o comportamento - padrão respiratório, o processo psicológico e o processo ambiental. Este processo de cuidados desenvolve-se através da formulação do juízo diagnóstico, terapêutico e ético a partir dos quais se viabiliza a produção de intervenções profissionais em que um programa de reabilitação respiratória é um recurso da acção de enfermagem. Através da revisão sistemática da literatura podemos concluir que na generalidade todas as pessoas com DPOC (FVE' <30% e <50% do predito), têm melhoras com os programas de reabilitação respiratória. No entanto, os estudos sugerem-nos a necessidade de mais investigação sobre a efectividade dos programas de reabilitação respiratória e a avaliação do impacte destes. Nesta revisão foi também evidenciado, a necessidade de formação dos enfermeiros neste domínio.
The person with Chronic Obstructive Pulmonary Disease (COPD), is carrying a chronic/irreversible airflow limitation, that could be deeply incapacitate, responsible for an enormous suffering and with impact in its capacities as member of a family and a community, where its quality of life is very disturbed. The nurse when taking care of the person with COPD, develops its decision making with the person through the conception of a care process, having for attention focus the process of the respiratory system, the behaviour respiratory standard, the psychological process and the ambient process. This process of cores is developed through the formularization of the diagnostic, therapeutic and ethical judgment from which it makes possible the production of professional interventions where a respiratory rehabilitation program is a resource of the nursing action. Through the systematic revision of literature we can conclude that in the generality all the people with COPD (FVE' <30% e <50% of the predicted), have improvements with the respiratory rehabilitation program. However, the studies suggest the need of more investigation on the value/power of the respiratory rehabilitation programs and in their impact evaluation. In this revision it was also evidenced, the need of nurses formation of the in this domain.
TypeArticle
URIhttp://hdl.handle.net/1822/11728
ISSN0874-7695
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:ESE-CIE - Artigos em Revistas Nacionais / Papers in National Journals

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
O_processo_de_cuidados_à_pessoa_com_deficiência_ventilatória_crónica..pdfartigo 1,16 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID