Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/10396

TitleAs visitas de estudo e o ensino e a aprendizagem das ciências naturais : um estudo sobre representações de professores e alunos do 9º ano de escolaridade
Author(s)Varela, Cristina Maria Rodrigues Couto
Advisor(s)Afonso, Ana Sofia
Issue date26-Jun-2009
Abstract(s)As visitas de estudo podem proporcionar um importante contributo para o ensino das ciências por potencializar aprendizagens de natureza cognitiva, afectiva e social. Por outro lado, as Orientações Curriculares para as Ciências Físicas e Naturais sugerem a realização de várias visitas de estudo para o desenvolvimento de diversas experiências educativas. Contudo, o grande desafio para os professores coloca-se em saber como implementar essas Visitas de Estudo para que os alunos aprendam Ciências. Neste contexto, o objectivo deste estudo é caracterizar as representações de professores e alunos sobre visitas de estudo no âmbito das Ciências Naturais - CN. Para a sua consecução, procedeu-se à recolha de dados através de um questionário electrónico, a 123 professores portugueses de CN, profissionalizados em ensino da Biologia e Geologia, que têm vindo a leccionar no 3º Ciclo do Ensino básico em escolas públicas sob coordenação da Direcção Regional de Educação do Norte, e 274 alunos (delegados e sub-delegados) a frequentar o 9º ano de escolaridade nas mesmas escolas. Os resultados obtidos revelaram que: de um modo geral os professores e os alunos valorizam a realização de visitas de estudo e justificam a sua importância atribuindo a estas actividades potencialidades e alguns constrangimentos, principalmente, logísticos e financeiros; embora quase todos os professores tenham implementado visitas de estudo no âmbito de CN metade dos alunos não realizou nenhuma destas visitas no 3º ciclo; estas visitas foram realizadas a uma variedade de locais, desde locais ao ar livre a museus e indústrias; e o principal motivo para a realização das visitas foi a aprendizagem e a consolidação de conhecimentos. Verificou-se ainda que as práticas das visitas de estudo consideradas pelos professores como as mais bem sucedidas e as práticas das únicas visitas de estudo em que os alunos participaram no âmbito de CN são semelhantes. Designadamente, ambas se integram nos assuntos abordados na sala de aula; o motivo, quando referido, relaciona-se com aprender e consolidar conhecimentos; as actividades de pré-visita são reduzidas; as actividades de pós-visita são, maioritariamente, confinadas ao contexto escolar; a maioria das visitas de estudo são ilustrativas e o seu valor educativo é essencialmente de natureza cognitiva. Finalmente, os professores reconhecem poucas limitações na visita de estudo mais bem sucedida que implementaram e os alunos apontaram algumas razões para a (in)satisfação com a única visita de estudo em que participaram. Assim, parece que os professores terão de reflectir sobre as suas práticas de modo a rentabilizar estas actividades educativas.
School visits can provide an important contribution to the learning of natural sciences because they can enhance cognitive, affective, social learning and contribute to life-long learning. The Portuguese curriculum for natural sciences recommends the use of school visits but very little is known on how Portuguese natural science teachers use this resource. This study aims at characterizing teachers and students’ representations of school visits in regard to natural sciences. Data were collected, by an electronic questionnaire, from 123 natural science teachers and from 274 students, class (sub)representatives, attending the 9th grade. Teachers were working and students were learning in schools in the North of Portugal. Results suggest that participants perceive school visits as important activities which can provide relevant experiences to the school curriculum and enhance interest for science; they also recognise constraints in the implementation of school visits, logistic and financial ones being the most mentioned; while most of the teachers have implemented school visits with their students, half of the students never participated in a school visit; school visits have been conducted to a range of places, from natural areas and museums to industries; the main reason for taking students to school visits is concerned with learning and consolidation of contents. In addition, teachers’ representations of their best practice concerning school visits are similar to the students’ representations of the only visit in which they participated. Particularly, most of the school visits were linked to a theme in the curriculum; when stated, the visit aimed mainly at consolidating contents; pre-visit activities were reduced; post-visit activities were often confined to the school context; most of the school visits were illustrative in nature and their educational value was mainly attributed to cognitive gains. Finally, teachers pointed out very few limitations to the visit they selected as their best practice and students pointed out aspects that they (dis)liked in the visits they described. Therefore, teachers need to rethink their practices regarding school visits, in order to take a better advantage of their educational value.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado em Educação (área de especialização em Supervisão Pedagógica em Ensino das Ciências)
URIhttp://hdl.handle.net/1822/10396
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE.pdf3,9 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID