Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/88733

TitleA experiência de flow na adolescência: o papel da autoestima, regulação emocional, afeto positivo e negativo, e perceção de desafio e de competência
Author(s)Lopes, Maria Duarte Victória de Sant'Ana
Advisor(s)Freire, Teresa
Tavares, Dionísia Freitas
KeywordsAdolescência
Experiência flow
Autoestima
Regulação emocional
Afeto
Adolescence
Flow experience
Self-esteem
Affect
Issue date15-Dec-2023
Abstract(s)A experiência Flow é um dos construtos centrais na literatura atual sobre os adolescentes e o seu desenvolvimento ótimo. O Flow pode ser experienciado em todo o tipo de atividades e contextos, podendo ser descrito por vários indivíduos de forma semelhante. Contudo, existem fatores capazes de influenciar a entrada no estado de Flow, desempenhando um papel importante. Sendo assim, é importante compreender o papel de fatores individuais na experiência de Flow na adolescência, como o sexo, o desafio e a competência, a autoestima, a regulação emocional (reavaliação cognitiva e supressão emocional), o afeto positivo e negativo. O estudo utilizou uma amostra de 114 estudantes (14 – 19 anos) de duas escolas secundárias de duas cidades no Norte de Portugal, que respondeu ao Questionário de Flow, ao Questionário de Regulação Emocional para Crianças e Adolescentes, ao RSES e à Escala PANAS. Os resultados mostram que a perceção de competência apresenta um efeito no aumento da intensidade da experiência de Flow. Não existem diferenças significativas entre o sexo feminino e o sexo masculino. Por último, atividades em contexto de lazer revelam-se mais associadas à experiência de Flow.
The Flow experience is one of the central constructs in current literature on adolescents and their optimal development. Flow can be experienced in all kinds of activities and contexts and can be described similarly by various individuals. However, there are factors that can influence entering the Flow state, playing an important role. Therefore, it is important to understand the role of individual factors in the Flow experience during adolescence, such as gender, challenge and competence, self-esteem, emotional regulation (cognitive reappraisal and emotional suppression), positive and negative affect. The study used a sample of 114 students (14 - 19 years old) from two high schools in two cities in Northern Portugal who responded to the Flow Questionnaire, the Emotional Regulation Questionnaire for Children and Adolescents, the RSES, and the PANAS Scale. The results show that the perception of competence influences the Flow experience by increasing its intensity. There are no significant differences between females and males. Lastly, leisure context activities are more associated with the Flow experience.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado integrado em Psicologia
URIhttps://hdl.handle.net/1822/88733
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado
CIPsi - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Maria Duarte Victoria de Sant'Ana Lopes.pdfDissertação de mestrado3,6 MBAdobe PDFView/Open

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID