Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/86500

Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSilva, Sóniapor
dc.contributor.authorFreitas, Cristiana Maria Lopespor
dc.date.accessioned2023-09-20T16:22:48Z-
dc.date.available2023-09-20T16:22:48Z-
dc.date.issued2023-08-09-
dc.date.submitted2023-05-
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1822/86500-
dc.descriptionDissertação de mestrado em Gestão (especialização em Gestão Financeira)por
dc.description.abstractO objetivo deste estudo é investigar, através de uma análise empírica, o impacto que o crédito comercial tem no desempenho económico e financeiro das PME da Península Ibérica. Para a concretização deste estudo, foi recolhido um painel longitudinal de dados das PME ibéricas, através da base de dados Orbis Europe, durante o período compreendido entre 2012 e 2021. O crédito comercial é medido através do rácio entre contas a receber e o ativo. O desempenho económico é medido através do rácio da rendibilidade dos ativos (ROA) e o desempenho financeiro é medido pelo rácio da rendibilidade dos capitais próprios (ROE). Os resultados obtidos demonstram evidência de uma relação linear positiva entre a rendibilidade das empresas e a concessão do crédito comercial aos seus clientes, sendo consistente com diversos estudos anteriores. Um aumento do crédito comercial concedido conduz a um aumento na rendibilidade das PME ibéricas. Adicionalmente, foi testada a relação entre a rendibilidade destas PME e a concessão do crédito comercial moderada pela volatilidade na procura deste tipo de crédito. Assim, é demonstrada uma relação (indireta) positiva entre a rendibilidade e a volatilidade da procura, sendo que as empresas que estão sujeitas a maior volatilidade da procura por crédito comercial apresentam uma rendibilidade mais elevada, comparativamente com as outras empresas.por
dc.description.abstractThe purpose of this study is to investigate, through an empirical analysis, the impact of trade credit on the economic and financial performance of Iberian SMEs. To carry out this study, a longitudinal panel from Iberian SMEs was collected from Orbis Europe database, during the period between 2012 and 2021. Trade credit is measured by accounts receivable to assets ratio. Economic performance is measured by return on assets (ROA) and financial performance is measured by return on equity (ROE). The results provide evidence of a positive linear relationship between firms' profitability and trade credit extended to their customers, which is consistent with several previous studies. An increase in trade credit leads to an increase in the Iberian SMEs’ profitability. Additionally, the relationship between the profitability of those SMEs and trade credit moderated by the volatility in demand for this type of credit was tested. Thus, a positive (indirect) relationship between profitability and demand volatility is documented, meaning that companies that are subject to greater volatility in demand for trade credit display a higher return compared to other companies.por
dc.language.isoporpor
dc.rightsopenAccesspor
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/por
dc.subjectCrédito comercialpor
dc.subjectPequenas e médias empresaspor
dc.subjectProcurapor
dc.subjectRendibilidadepor
dc.subjectVolatilidadepor
dc.subjectDemandpor
dc.subjectProfitabilitypor
dc.subjectSmall and medium enterprisespor
dc.subjectTrade creditpor
dc.subjectVolatilitypor
dc.titleO impacto do crédito comercial no desempenho económico e financeiro das PME da Península Ibéricapor
dc.typemasterThesiseng
dc.identifier.tid203352246por
thesis.degree.grantorUniversidade do Minhopor
sdum.degree.grade15 valorespor
sdum.uoeiEscola de Economia e Gestãopor
dc.subject.fosCiências Sociais::Economia e Gestãopor
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado
EEG - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Cristiana Maria Lopes Freitas.pdfDissertação de Mestrado490,88 kBAdobe PDFView/Open

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID