Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/83355

Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorFernandes, João M.por
dc.contributor.authorAlmeida, Ana João Dias depor
dc.date.accessioned2023-03-20T15:52:38Z-
dc.date.available2023-03-20T15:52:38Z-
dc.date.issued2022-07-19-
dc.date.submitted2022-06-
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1822/83355-
dc.descriptionDissertação de mestrado integrado em Engenharia Informáticapor
dc.description.abstractCOVID-19, a devastating virus that has been more and more controversial, fickle and problematic worldwide. This pandemic brought multiple changes and restrictions to the way we live, rather like a historical buoyed period before and after Christ, translating, nowadays, into before and after COVID-19. This pandemic forced the worldwide population to be subjected to some lockdown periods, and Portugal was not an exception, in which the population could only leave their home for exceptional and essential situations. From those restrictions, a “new” way of work that has gained more and more popularity was born - the remote work or commonly known as work from home. Thus, it becomes pressing to investigate which are the impacts of this profound change to remote work, in multiple domains (personal, professional,...). In short, the primordial objective of this dissertation is to study the impact of the referred change to remote work, due to the COVID-19 pandemic, on software professionals in Portugal. Throughout this dissertation, all the objectives and study questions, along with the relevant state of the art on the theme are exposed. The construction and propagation of the chosen method (survey), the results arising from the collection and treatment of data originated from this survey, along with their analysis, conclusions, limitations and advantages are also highlighted. In total, 176 valid answers were collected from software professionals from Portugal (mainly from Braga). After the performed statistical analysis on the targeted population and focusing on the 10 elaborated research questions, one can conclude with certainty two major findings: (i) having worked in a remote regimen before the pandemic period has a strong relation with a higher frequency use of teleconference tools (Microsoft Teams, Skype, Zoom,...) after this period, and (ii) participants who do not feel safe about coming back to a fully on-site regimen are more likely to prefer a fully remote regimen than the ones who feel safe and the latter group is more likely to prefer a hybrid regimen. Additionally, although not statistically significant and therefore without certainty, one can also imply that, p.e, (i) having dependants and someone’s support in their care could possibly negatively affect participants’ work; (ii) having dependants could possibly show a relation to a preference for a mainly on-site hybrid regimen, and (iii) company employee dimension could show a relation to participants’ feel of support to maintain productivity. In conclusion, this project has a strong pioneer investigation profile in Portugal, with an applicability in the software engineering area.por
dc.description.abstractCOVID-19, um vírus devastador que tem sido cada vez mais polémico, inconstante e problematizado a nível mundial. Esta pandemia trouxe inúmeras mudanças e restrições à forma como vivemos, assemelhando-se, de certa forma, a um período histórico balizado antes e depois de Cristo, traduzindo-se, na atualidade, por antes e depois da COVID-19. Esta pandemia obrigou a que, por todo o mundo, a população fosse sujeita a períodos de confinamento, não sendo Portugal uma exceção, em que a população apenas podia sair de casa para situações excecionais e essenciais. Dessas restrições nasceu uma “nova” forma de trabalho que tem ganho cada vez mais popularidade - o trabalho remoto ou, comummente designado, teletrabalho. Assim, torna-se premente investigar quais os impactos desta profunda mudança para um contexto de teletrabalho, em múltiplos domínios (pessoal, profissional,...). Posto isto, esta dissertação tem como objetivo primordial estudar o impacto da referida mudança para teletrabalho, resultante da pandemia de COVID-19, em profissionais de software em Portugal. Ao longo desta dissertação, são expostos todos os objetivos e questões de estudo, juntamente com o estado de arte relevante na temática. É evidenciada, igualmente, a construção e divulgação do método escolhido (inquérito), os resultados inerentes à recolha e tratamento dos dados obtidos no inquérito, bem como a sua análise, conclusões, limitações e vantagens. No total, foram recolhidas 176 respostas válidas de profissionais de software de Portugal (maioritariamente, de Braga). Após a análise estatística efetuada na população alvo e focando-se nas 10 questões de estudo elaboradas, é possível concluir com certeza dois principais achados: (i) ter trabalhado em regime remoto antes do período pandémico tem uma relação forte com uma maior frequência de uso de ferramentas de teleconferência (Microsoft Teams, Skype, Zoom,...) após esse período, e (ii) os inquiridos que não se sentem seguros em regressar a um regime totalmente presencial têm maior probabilidade de preferir um regime totalmente remoto do que aqueles que se sentem seguros e o último grupo tem maior probabilidade de preferir um regime híbrido. Adicionalmente, embora não estatisticamente significativo e, por consequência, sem certeza, pode-se sugerir que, por exemplo, (i) ter dependentes e apoio de alguém no seu cuidado pode afetar negativamente o trabalho dos inquiridos; (ii) ter dependentes pode evidenciar uma relação com uma preferência por um regime híbrido maioritariamente presencial, e (iii) a dimensão de trabalhadores da empresa pode evidenciar uma relação com a sensação de apoio dos inquiridos para manterem a produtividade. Em suma, este projeto tem um forte perfil de investigação pioneira em Portugal, com aplicação na área da engenharia de software.por
dc.language.isoengpor
dc.rightsopenAccesspor
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by/4.0/por
dc.subjectCOVID-19por
dc.subjectPandemicpor
dc.subjectRemote workpor
dc.subjectSoftware engineeringpor
dc.subjectSurveypor
dc.subjectPandemiapor
dc.subjectTeletrabalhopor
dc.subjectEngenharia de softwarepor
dc.subjectInquéritopor
dc.titleAnalysis of the impact of remote work on portuguese software professionals during the COVID-19 pandemicpor
dc.title.alternativeAnálise do impacto do teletrabalho em profissionais de software portugueses durante a pandemia de COVID-19por
dc.typemasterThesiseng
dc.identifier.tid203236599por
thesis.degree.grantorUniversidade do Minhopor
sdum.degree.grade18 valorespor
sdum.uoeiEscola de Engenhariapor
dc.subject.fosEngenharia e Tecnologia::Engenharia Eletrotécnica, Eletrónica e Informáticapor
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado
DI - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ana Joao Dias de Almeida.pdf3,56 MBAdobe PDFView/Open

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID