Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/81643

TitleA liderança carismática no projeto populista do Chega
Author(s)Afonso, André Santos
Advisor(s)Palmeira, José António de Passos
KeywordsEstratégia política populista
Autoridade carismática
Media
Chega
André Ventura
Populist political strategy
Charismatic authority
Issue date13-Sep-2022
Abstract(s)Esta investigação aborda o fenómeno populista de destaque, o ‘venturismo’, que terminou com o ‘excecionalismo’ português. Para isso aplica um enquadramento teórico-conceptual, que articula a estratégia política populista e o modelo da autoridade carismática. O estudo contribui para esclarecer os objetivos e as motivações dos envolvidos, mas incide particularmente na relação que existe entre a liderança de André Ventura e o seu projeto político, o Chega. De acordo com um paradigma interpretativista assente em métodos qualitativos, através da análise de várias fontes, referentes ao espaço de tempo que decorreu entre 2019 e 2022, como os documentos do partido, outdoors, debates políticos, intervenções parlamentares, discursos e entrevistas em que o ator político participou, é desconstruído o modus operandi do ator político, assim como a dinâmica de desenvolvimento do seu partido. Ventura aplica uma estratégia política que consiste em, através de um simbolismo adequado ao contexto cultural português, projetar um cenário de crise, no qual estabelece quadros de injustiça na relação que existe entre o sistema vigente e suas elites políticas e o ‘povo’. Procura dessa forma deslegitimar e subverter, no sentido de instaurar um novo sistema e uma nova ordem social. Nesse processo, a autoridade carismática assume uma função fundamental na legitimação do líder do Chega e na sua assunção do papel de ‘messias político’, cuja missão pessoal autoproclamada é de ser a ‘voz’ dos que designa de ‘portugueses de bem’. Ventura, de uma forma oportunista, ambígua e habilidosa, capitaliza a lógica mediática a seu favor e explora situações e temas polémicos, o que lhe permite ganhar protagonismo. A sua figura funciona como um elo de união entre os membros do seu partido e, ao mesmo tempo, como um polo de atração para uma parte do eleitorado. Portanto, existe uma dinâmica de dependência mútua entre o Chega e o seu dirigente. Se por um lado o partido é um instrumento ao serviço das ambições de Ventura, por outro, para o seu crescimento, depende do sucesso da promoção e construção da autoridade carismática do seu líder através de todos os meios disponíveis.
This investigation addresses the prominent populist phenomenon ‘venturism’ which ended with the Portuguese ‘exceptionalism’. In order to do this, it applies a theoretical-conceptual framework which combines the populist political strategy ant the charismatic authority model. This study helps to clarify the goals and motivations of those involved, but focuses primarily on the relationship between André Ventura’s leadership and his political enterprise, Chega. According to an interpretative paradigm based on qualitative methods, through the analysis of various sources, referring to the period of time that elapsed between 2019 and 2022, such as party documents, billboards, political debates, parliamentary interventions, speeches and interviews in which the political actor participated, the modus operandi of the political actor is deconstructed, as well as the dynamics of development of his party. Ventura applies a political strategy that consists of, through a symbolism suitable for the Portuguese cultural context, projecting a crisis scenario, in which he establishes frames of injustice in the relationship that occurs between the current system and its political elites and the 'people'. Through this, it seeks to delegitimize and subvert, in order to establish a new system and a new social order. In this process, the charismatic authority assumes a fundamental role in the legitimation of Chega’s leader and in his assumption of the role of 'political messiah' whose self-proclaimed personal mission is to be the 'voice' of those he calls 'good portuguese'. Ventura, in an opportunistic, ambiguous and skillful way, capitalizes on the media logic to his favor and explores controversial situations and themes which allow him to gain prominence. His image works as a uniting bond between the members of his party and at the same time as a pole of attraction for a part of the electorate. Therefore, there is a dynamic of mutual dependence between Chega and its leader. If on the one hand the party is an instrument at the service of Ventura's ambitions on the other its growth depends on the success of promoting and building the charismatic authority of its leader through all available means.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado em Ciência Política
URIhttps://hdl.handle.net/1822/81643
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado
EEG - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Andre Santos Afonso.pdf1,69 MBAdobe PDFView/Open

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID