Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/7237

TitleInfluência da temperatura de digestão no comportamento dos asfaltos-borracha obtidos pelo processo úmido
Author(s)Neto, Silvrano Adonias Dantas
Farias, Márcio Muniz de
Pais, Jorge C.
KeywordsAsfalto-borracha
Processo úmido
Temperatura de digestão
Asphalt rubber
Wet process
Temperature of digestion
Issue date2006
PublisherAssociação Brasileira de Pavimentação (ABPv)
CitationREUNIÃO ANUAL DE PAVIMENTAÇÃO, 37, Goiânia, Brasil, 2006 – “Os caminhos da Integração.” [S.l. : Abpv, 2006].
Abstract(s)Os asfaltos-borracha são materiais obtidos pela incorporação de uma borracha granulada reciclada de pneus usados a um ligante asfáltico convencional. O processo de mistura entre estes dois materiais ocorre sob determinadas condições de tempo e temperatura que influenciam diretamente o comportamento do produto obtido, ou seja, do asfalto-borracha. Em geral não existem parâmetros pré-definidos para a escolha do tempo, e principalmente da temperatura empregada na fabricação dos asfaltos-borracha, sendo estes parâmetros normalmente adotados em função da experiência de cada produtor de asfalto-borracha, ou em função das limitações dos equipamentos disponíveis. Sendo assim, este trabalho tem por objetivo apresentar um estudo sobre a influência da temperatura de digestão empregada na fabricação dos asfaltos-borracha obtidos pelo processo úmido [1], tanto nas propriedades físicas dos asfaltos-borracha, medidas por meio de ensaios laboratoriais convencionais (penetração, viscosidade rotacional, ponto de amolecimento e resiliência), como nas propriedades mecânicas (resistência à tração, módulo resiliente, vida de fadiga e resistência às deformações permanentes) das misturas asfálticas produzidas com estes materiais. Os resultados mostraram que em geral o aumento da temperatura tende a produzir ligantes com maior capacidade de recuperação elástica e maior ponto de amolecimento, resultando em uma melhoria das propriedades relacionadas à flexibilidade, resistência ao trincamento por fadiga e resistência às deformações permanentes das misturas asfálticas produzidas.
Asphalt rubber binders are obtained incorporating crumb rubber recycled from ground used tires into a straight binder. The process of manufacturing of asphalt rubber binders occurs under conditions of time e temperature that influenced the properties of these materials. In general, there aren’t criteria for the choice of time and temperature to be used on the manufacturing of asphalt rubber binders, being these parameters defined in function of experience of each manufacturer, or in function of equipments used to produce these modified binders. The aim of this paper is to present a study about the influence of temperature of digestion used in the manufacturing process of asphalt rubber binders, obtained by the wet process [1], such on their physical properties (penetration, rotational viscosity, softening point and resilience), as on the mechanical properties (tension strength, fatigue life, resilient modulus, permanent deformations) of asphalt rubber hot mixes. The results obtained show that, in general, the increase of temperature of digestion produce modified binders with higher elastic recovery and softening point, improving the mechanical properties of asphalt hot mixes produced related to flexibility, resistance to cracking and permanent deformations.
TypePanel presentation
URIhttp://hdl.handle.net/1822/7237
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:CEC-VC - Comunicações a Conferências Nacionais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JP_37ª RAPv - Asfalto-borracha - temperatura de digestão_artigo.pdfartigo165,6 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID