Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/68792

TitleEstar presente na ausência: a construção semiótica da imigração brasileira recente em Portugal nos média brasileiros
Other titlesEstar presente na ausência: a construção semiótica da imigração brasileira recente em Portugal nos média brasileiros
Author(s)Posch, Patricia
Cabecinhas, Rosa
KeywordsDiscurso mediático
Semiótica Social
Interseccionalidade
Migrações
Portugal pelos Brasileiros
Media discourse
Social Semiotic
Intersectionality
Migration
migrations
Issue dateDec-2020
PublisherUniversidade do Minho. Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS)
JournalComunicação e Sociedade
CitationPosch, P., & Cabecinhas, R. (2020). Estar presente na ausência: a construção semiótica da imigração brasileira recente em Portugal nos média brasileiros. Comunicação e Sociedade, 38, 201-217. https://doi.org/10.17231/comsoc.38(2020).2592
Abstract(s)Nos últimos anos, o deslocamento de brasileiros para Portugal tem-se intensificado, o que tanto confirma algumas das tendências já apontadas na literatura quanto revela mudanças importantes na configuração deste fenômeno. Paralelamente, é possível observar que estas transformações são acompanhadas de um movimento de diversificação discursiva sobre esse cenário e que acontece em diferentes plataformas mediáticas. No caso da televisão, esses discursos são transmitidos na forma de conteúdos audiovisuais que, mais do que apenas uma linguagem alternativa à escrita, são importantes ferramentas de articulação do conhecimento. Buscando-se entender a abordagem semiótica deste fenômeno nos média brasileiros, foi feita uma análise dos episódios da primeira temporada da série jornalística televisiva Portugal pelos Brasileiros, exibida no Brasil pela Rede Globo de Televisão no início do ano de 2018. Os princípios da Semiótica Social de Gunther Kress e Theo van Leeuwen foram utilizados em uma perspectiva interseccional como ponto de partida para se desvelar de que forma os recursos visuais e sonoros na série e a sua conjugação contribuem para a construção de discursos sobre os novos imigrantes brasileiros em Portugal. Face aos arranjos identificados, concluímos atestando a veiculação de um discurso nos média que privilegia a representação da imigração brasileira recente em Portugal de forma segmentada, dando a conhecer a perspectiva de um grupo específico de imigrantes em detrimento da pluralidade de vozes e experiências inerentes ao fenômeno em questão. Entendemos essa intenção de se separar, por meio do repertório semiótico, as representações dos novos imigrantes brasileiros em Portugal, como parte de estratégias discursivas que terão consequências diretas na vida social destes sujeitos.
Over recent years, a rising number of Brazilians have migrated to Portugal. This phenomenon confirms certain trends that have already been identified in the literature while also revealing important changes in its configuration. These transformations are accompanied by a diversification of discourses about the phenomenon, that occurs across different media platforms. In the case of television, the discourses are transmitted in the form of audiovisual content which, more than just being an alternative language to writing, constitutes an important tool for articulating knowledge. In an attempt to understand the semiotic approach towards this fact in the Brazilian media, we decided to analyse all episodes from the first season of the television journalistic series, Portugal pelos Brasileiros (Portugal by Brazilians), broadcast in Brazil by Rede Globo de Televisão in early 2018. The principles of Social Semiotics developed by Gunther Kress and Theo van Leeuwen were used from an intersectional perspective as a starting point to unveil how the visual and sound resources used in this series, and the combination thereof, contribute to the construction of discourses about new Brazilian immigrants living in Portugal. In view of the identified arrangements, we conclude that we are facing a media discourse that privileges representation of recent Brazilian immigration in Portugal in a segmented manner, revealing the perspective of one specific group of immigrants, to the detriment of the plurality of voices and experiences that are inherent to the phenomenon as a whole. We view the ongoing intention to separate the representations of the new Brazilian immigrants in Portugal from other representations commonly related to Brazilian migrants from previous migratory waves, through the configuration of new semiotic repertoires to the effect, as a part of broader discursive strategies that might have direct consequences on the social life of the persons in question.
TypeArticle
DescriptionEnglish version: Posch, P., & Cabecinhas, R. (2020). Being present through absence: the semiotic construction of recent Brazilian migration to Portugal in the Brazilian media. Comunicação e Sociedade, 38, 201-217. https://doi.org/10.17231/comsoc.38(2020).2592
URIhttps://hdl.handle.net/1822/68792
DOI10.17231/comsoc.38(2020).2592
ISSN1645-2089
e-ISSN2183-3575
Publisher versionhttps://doi.org/10.17231/comsoc.38(2020).2592
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:CECS - Artigos em revistas nacionais / Articles in national journals
DCC - Artigos em revistas nacionais / Articles in national journals

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_Posch_Cabecinhas_Being-present-through-absence.pdfEnglish version150,27 kBAdobe PDFView/Open
2020_Posch_Cabecinhas_Estar-presente-na-ausencia.pdfVersão portuguesa151,28 kBAdobe PDFView/Open

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID