Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/60370

TitleInterferência cognitiva e processos atencionais na competição desportiva: estudo exploratório da ansiedade e do autocontrolo na modalidade de remo
Author(s)Vitor, Pedro Daniel Barbosa
Advisor(s)Cruz, José Fernando A.
Albuquerque, Pedro Barbas
KeywordsInterferência cognitiva
Atenção e concentração
Auto-controlo
Ansiedade
Rendimento e sucessso desportivo
Remo
Cognitive interference
Attention and concentration
Self-control
Anxiety
Performance and sports success
Rowing
Issue date2019
Abstract(s)Este estudo procurou analisar a influência do autocontrolo e da ansiedade na interferência cognitiva e no controlo atencional; e encontrar relação entre a alocação da atenção em intensidades moderadas e elevadas no remo. Para tal, recorreu-se a uma amostra de 109 atletas de remo (30.3 % sexo feminino) com idades compreendidas entre os 14 e os 45 anos (M = 19.02), que completaram medidas tipo-traço de interferência cognitiva, controlo atencional, ansiedade competitiva, perceção de ameaça e desafio e o autocontrolo. Os resultados demonstram que os atletas com níveis mais elevados de ansiedade tendem a apresentar maior ocorrência de pensamentos relacionados com o rendimento e menor capacidade de controlo atencional; verificou-se uma interação significativa entre a ansiedade e o autocontrolo no que se refere à perceção de ameaça na competição desportiva, sugerindo que a influência da ansiedade na perceção de ameaça depende, dos níveis de autocontrolo. Foi também realizado um estudo em que se testou a alocação da atenção sobre intensidades moderadas e elevadas em 10 remadores da seleção nacional portuguesa. Os resultados demonstram que os atletas de um modo geral recorreram a estratégias atencionais associativas externas e que em intensidades elevadas os atletas tendem a utilizar mais estratégias associativas internas.
This study aimed to analyze the influence of self-control and anxiety on cognitive interference and attentional control; and to find a relationship between attention allocation at moderate and elevated intensities in rowing. A sample of 109 rowing athletes (30.3% female) between the ages of 14 and 45 (M = 19.02), who completed the type-trait measures of cognitive interference, attentional control, anxiety competitive, perceived threat and challenge, and self-control. The results demonstrate that athletes with higher levels of anxiety tend to present higher occurrences of performance-related thoughts and less capacity for attentional control; there has been a significant interaction between anxiety and self-control with regard to perceived threat in sports competition, suggesting that the influence of anxiety on perceiving threat depends on levels of self-control. A study was also carried out in which the allocation of attention on moderate and high intensity was tested in 10 rowers of the Portuguese national team. The results demonstrate that athletes generally used external associative attention strategies and that at high intensities athletes tend to use more internal associative strategies.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado em Psicologia Aplicada
URIhttp://hdl.handle.net/1822/60370
AccessRestricted access (UMinho)
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação+Mestrado+Psicologia+Aplicada+-+Pedro+Vitor+PG32179.pdf
  Restricted access
423,11 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID