Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/56476

Title“Brincar com a Ciência” em contextos socioeconómicos vulneráveis
Author(s)Saavedra, Inês
Oliveira, Clara Costa
Nobre, Alexandra
KeywordsEducação ao longo da vida
Comunicação de ciência
Contextos socioeconómicos vulneráveis
Ciências naturais
Issue date2018
PublisherSciCom Pt (Rede de Comunicação de Ciência e Tecnologia de Portugal)
Abstract(s)A comunicação de Ciência, ao democratizar a Ciência em vários meios, contribui para um público leigo mais informado e reflexivo, e consequentemente para uma sociedade mais igualitária. Neste sentido, o Mestrado em Educação (especialização em Educação de Adultos e Intervenção Comunitária) há 5 anos que produz trabalho significativo em colaboração com o projecto STOL - Science Through Our Lives da Universidade do Minho. Esta parceria tem trabalhado com um público maioritariamente adulto (e.g., idosos em universidades seniores e lares de terceira idade, toxicodependentes institucionalizados, veteranos de guerra, entre outros), recorrendo a métodos de investigação-ação da educação não formal. Nesta comunicação apresentaremos a oficina “Brincar com a Ciência”, desenhada para crianças e jovens de bairros sociais da cidade do Porto, e que, em diversas sessões, procurou: (i) favorecer o desenvolvimento sustentável (sensibilizando para a reutilização de materiais considerados lixo e valorizando igualmente o trabalho desenvolvido por rapazes e raparigas); (ii) promover o empoderamento ao nível pessoal e social (motivando para as áreas de STEM, de forma a prevenir o abandono e insucesso escolar, e desenvolvendo a capacidade de observação e de resolução de problemas); (iii) estimular relações interpessoais positivas entre as crianças e jovens (incentivando o trabalho colaborativo). “Brincar com a Ciência” valorizou atividades hands-on e de resolução de desafios e contou com os seguintes módulos: (i) luz (construção de pseudo-hologramas, aplicações da luz/sombra, construção de caleidoscópios e recriação de fogo de artifício); (ii) som (“visualização” das ondas sonoras e construção de instrumentos musicais); (iii) um laboratório na cozinha (produção de cristais). A avaliação das atividades foi contínua, tendo por base inquéritos por questionário, preenchidos pelos/as participantes, e a observação participante da estagiária, registada num diário de bordo. As atividades desenvolvidas permitiram explicar a Ciência presente em fenómenos do dia a dia e provocaram, no público-alvo, um interesse acrescido em relação à mesma. Paralelamente, propiciaram, por um lado, constatar algumas dificuldades relacionadas com capacidade de concentração, motricidade fina e autonomia e, por outro, verificar uma evolução no sentido de confiança e responsabilidade, na criatividade e no consumo mais responsável por parte das crianças e jovens.
TypePoster
URIhttp://hdl.handle.net/1822/56476
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:DBio - Comunicações/Communications in Congresses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Poster.pdf23,05 MBAdobe PDFView/Open
SciComPT-2018_Programa-Detalhado.pdf166 kBAdobe PDFView/Open
SciComPT 2018_Livro de Resumos.pdf6,89 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID