Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/54635

Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorFernandes, José Antóniopor
dc.contributor.authorDiniz, Leandro do Nascimentopor
dc.date.accessioned2018-05-02T11:22:22Z-
dc.date.available2018-05-02T11:22:22Z-
dc.date.issued2017-03-23-
dc.date.submitted2016-09-12-
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1822/54635-
dc.descriptionTese de Doutoramento em Ciências da Educação (Especialidade de Educação Matemática)por
dc.description.abstractEste estudo tem como principal objetivo analisar a leitura, construção e interpretação de gráficos estatísticos em projetos de modelagem matemática com uso das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC). Assim, para investigar a sinergia entre modelagem matemática, Educação Estatística (EE) e TIC, este estudo apresenta três questões de investigação: (1) Quais gráficos estatísticos os alunos constroem em projetos de modelagem matemática com uso das TIC? Qual é o seu nível de complexidade semiótica? (2) Que níveis de compreensão dos gráficos estatísticos exibem os alunos na sua leitura e interpretação? (3) Que conhecimentos reflexivos os alunos mobilizam para a leitura, interpretação e construção de gráficos estatísticos em projetos de modelagem matemática com uso das TIC? A investigação possui algumas relevâncias, como a continuidade de investigação realizada no mestrado pelo investigador, em que analisou o papel das TIC nos projetos de modelagem matemática, além do interesse, como docente, nestas subáreas da Educação Matemática. Além disso, há estudos que apontam a necessidade de novas investigações sobre gráficos estatísticos e poucos estudos que aprofundem as reflexões sobre a sinergia entre gráficos estatísticos, modelagem matemática e TIC na Educação Matemática. O presente estudo é de natureza qualitativa e foi realizado em um colégio técnico de nível médio, a partir da realização de projetos de modelagem matemática, com tema central Agricultura Familiar e subtemas escolhidos pelos alunos, reunidos em grupos. Eles estudavam nos cursos de Agroindústria, Agropecuária, Enfermagem e Zootecnia. No desenvolvimento dos projetos, tiveram acesso às TIC para coleta de dados e para construção dos gráficos estatísticos. Observações, documentos e entrevistas foram os procedimentos de coleta de dados utilizados. As observações foram realizadas nas aulas de Matemática e na I Feira de Matemática do colégio, que culminou com as apresentações orais. Os documentos são as versões dos relatórios dos projetos de modelagem matemática e o banner que os alunos apresentaram na feira. Por fim, uma entrevista com cada grupo de alunos foi realizada. Sete projetos de modelagem matemática foram selecionados e apresentados. Os dados coletados pelos alunos foram organizados em tabelas e eles decidiram os gráficos estatísticos que foram construídos. Em alguns casos, para a construção dos gráficos foi necessário que os alunos interpretassem previamente os dados e em outros, a partir da interpretação realizada, houve a necessidade de reconstruir os gráficos, em um processo de interação entre construção e interpretação, que é uma contribuição do estudo para a EE. Por fim, gráficos estatísticos foram coletados na Internet e analisados pelos alunos. A literatura aponta que os aspectos técnicos da construção são insuficientes para a interpretação dos gráficos. Assim, aspectos socioculturais também foram mobilizados pelos alunos, como seus conhecimentos sobre o tema. O estudo apontou que os conhecimentos etnomatemáticos também são um aspecto sociocultural. Com isso, coletivos compostos por alunos, professores, oralidade, escrita e TIC produziram conhecimentos coflexivos, ou seja, coletivos e reflexivos, que se aliaram aos conhecimentos matemáticos e tecnológicos.por
dc.description.abstractThe objective of this study is to analyze the reading, construction and interpretation of statistical graphs in mathematical modeling projects that use Information and Communication Technologies (ICT). To investigate the synergy between mathematical modeling, statistics education and TIC, this study focused on three questions: 1) What statistical graphs do students create in mathematical modeling projects that use ICT and what is the level of semiotic complexity of the graphs? 2) What level of understanding of the statistical graphs do the students show in their reading and interpretation? 3) What reflexive knowledge do the students mobilize to read, interpret and construct statistical graphs in mathematical modeling projects that use ICT? The study is a continuation of the author´s masters research on the role of ICT in mathematical modeling projects, which is a sub-area of mathematics education of interest to him as a professor. Studies point to the need for new research on statistical graphs, and few studies have focused on the synergy between statistical graphics, mathematical modeling and ICT in mathematics education. The study was carried out using a qualitative research approach in a technical high school. It was based on mathematical modeling projects on the theme of family farming and subthemes chosen by groups of students from agroindustry, agriculture and livestock, nursing and zootechology. During the development of the projects, the students had access to ICT to collect the data and create statistical graphs. Observations, documents and interviews were the data collection procedures used. The observations were conducted in the mathematics classes and the first Mathematics Fair at the high school where the students made oral presentations of their projects. The documents included the versions of the mathematics modeling project reports and the banner the students presented at the fair. Finally, each group of students was interviewed. Seven mathematical modeling projects were selected and presented. The data collected by the students were organized in tables and they decided which statistical graphs to create. In some cases it was necessary for the students to interpret the data beforehand to create the graphs and in other cases, based on the interpretation, it was necessary to re-do the graphs, in a process of interaction between construction and interpretation, which is a contribution of this study to statistics education. Finally, the students collected statistical graphs from the Internet and analyzed them. The literature points out that technical aspects of construction are insufficient for the interpretation of graphs. Thus, sociocultural aspects were also mobilized by the students, such as their knowledge on the theme. The study showed that ethnomathematical knowledge is also a sociocultural aspect. With this, collectives composed of students, teachers, orality, writing and ICT produced coflexive knowledge, i.e. collective and reflexive, which became allied with the mathematical and technical knowledge.por
dc.language.isoporpor
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectEducação Estatísticapor
dc.subjectEtnomatemáticapor
dc.subjectTecnologias Digitaispor
dc.subjectConhecimentos Reflexivospor
dc.subjectFeira de Matemáticapor
dc.subjectStatistics Educationpor
dc.subjectEthnomathematicspor
dc.subjectDigital Technologiespor
dc.subjectReflexive Knowledgepor
dc.subjectMathematics Fairpor
dc.titleLeitura, construção e interpretação de gráficos estatísticos em projetos de modelagem matemática com uso das Tecnologias de Informação e Comunicaçãopor
dc.title.alternativeReading, construction and interpretation of statistical graphs in mathematical modeling projects that use information and communication technologiespor
dc.typedoctoralThesiseng
dc.identifier.tid101423462por
thesis.degree.grantorUniversidade do Minhopor
sdum.uoeiInstituto de Educaçãopor
dc.subject.fosCiências Sociais::Ciências da Educaçãopor
Appears in Collections:BUM - Teses de Doutoramento
CIEd - Teses de Doutoramento em Educação / PhD Theses in Education

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Leandro do Nascimento Diniz.pdf3,25 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID