Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/49413

TitleO conceito da indústria 4.0 na confeção: análise e implementação
Author(s)Ribeiro, Joaquim Meireles
Advisor(s)Ferreira, Fernando
Issue date2017
Abstract(s)A indústria na sua generalidade passou por três Revoluções Industriais sempre caraterizadas com grandes avanços ao nível tecnológico. No século XIX o vapor alimentava os motores das máquinas industriais sendo, no início do século XX substituído pela energia elétrica, dando assim origem ao aparecimento das produções em massa e em 1970 iniciou-se o processo de automatização. A indústria está a sofrer um processo de transformação, pois cada vez mais as suas produções estão orientadas para pequenas quantidades e grande variedade de produtos, com tempos de entrega mais curtos, maior exigência relacionada com a sustentabilidade do ciclo de vida e níveis elevados de qualidade e diferenciação. Como consequência, os processos de produção são cada vez mais complexos e mais variáveis, sendo necessária de uma evolução nesse setor. As tecnologias digitais estão cada vez mais presentes na cadeia de valor. A digitalização e o comércio eletrónico vieram revolucionar os modelos de negócios, possibilitando uma maior customização e mais opções de escolha pelo consumidor final. Em Portugal, a indústria têxtil tem um peso cada vez mais elevado na economia e a transformação está a acontecer como noutras áreas industriais. O setor demonstra abertura para a digitalização dos processos estando reunidas as condições adequadas para adotar uma nova abordagem nos seus modelos de funcionamento e negócio. A nova abordagem está essencialmente orientada para a digitalização dos processos produtivos. A introdução de conceitos tais como Internet das Coisas, “Cloud Manufacturing” e Fábrica Inteligente associam-se para a denominada Quarta Revolução Industrial, também conhecida como Indústria 4.0. Este novo conceito traduz-se numa aproximação entre os processos de produção físicos e os processos de informação e comunicação que são fornecidos por tecnologias que atuam através de sistemas integrados, sensores e dispositivos móveis capazes de comunicar entre si através da Internet. O fluxo de dados é partilhado em tempo real e em redes entre máquinas, robots e sistemas logísticos, permitindo antever falhas e adaptar a produção a novos cenários. Cria-se assim uma nova forma de produzir que vai permitir responder às necessidades especiais de cada cliente, convergindo para os requisitos de qualidade e cumprimento de tempos de entrega. Este novo enquadramento possibilitou o aparecimento de imensas oportunidades para a criação de indústrias mais sustentáveis e novos modelos de negócios, influenciando positivamente aspetos relacionados com a sustentabilidade nas vertentes de caráter ambiental e social, pois permite a otimização de recursos e a minimização da geração de resíduos. Cada vez mais os produtos são fabricados por máquinas equipadas com sensores ligados à rede Internet. É consensual a necessidade que a “reindustrialização” passe pela introdução das novas tecnologias de produção. Contudo os desafios e os riscos não se limitam apenas ao investimento financeiro necessário para a aquisição da tecnologia, mas também à determinante capacidade que os intervenientes organizacionais deverão ter para assimilar a complexidade dos futuros sistemas de produção. No presente trabalho definem-se as principais características do que hoje se chama a Indústria 4.0, com especial incidência no caso da indústria têxtil e no setor da confeção, em particular, apresentando oportunidades de inovação e progresso para a indústria portuguesa, com base na análise de um caso concreto.
The industry in general has gone through three Industrial Revolutions always characterized with great technological advances. In the 19th century the steam fed the engines of industrial machines. In the early 20th century, steam was replaced by electric power giving rise to the appearance of mass productions and in 1970 began the process of automation. The industry is undergoing a transformation process, as market demands are oriented for small quantities and a wide variety of products, shorter delivery times, greater requirement related to the life cycle and quality. As a consequence, the production processes are increasingly complex and more variable, requiring an evolution in this sector. Digital technologies are increasingly present in the value chain, the digitisation and e-commerce have come to revolutionize business models, allowing for greater customization and options to choose from for the final consumer. In Portugal, the textile industry has an increasingly weight in the economy and the sector demonstrates willingness a certain openness to the scanning of processes, so are suitable to adopt a new approach in their business models. The new approach is essentially oriented to the digitalization of the productive processes. The introduction of concepts such as Internet of Things, "Cloud Manufacturing" and related to the Intelligent Factory for the mominated Fourth Industrial Revolution, also known as 4.0 Industry. This new concept is reflected in a closer relationship between the physical production processes and the information and communication processes that are supplied by technologies that act through integrated systems, sensors and mobile devices able to communicate with each other through the Internet. The data stream is shared in real time and in networks between machines, robots and logistic systems, allowing to predict failures and adapt production to new scenarios. Creates a new way to production that will allow answer for special needs of each client, converging on the requirements of quality and delivery times. This new framework enabled the appearance of huge opportunities for the creation of more sustainable industries and new business models, positively influencing aspects related to sustainability in the environmental and social characters, as will allow the optimization of resources and the minimization of waste generation. More and more products are manufactured by machines equipped with sensors connected to the internet. Is the need that the consensus "reindustrialisation" through the introduction of new production technologies. However the challenges and the risks are not limited only to the financial investment required for the acquisition of technology, but also the crucial ability which organizational actors should have to assimilate the complexity of future production systems.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado integrado em Engenharia Têxtil
URIhttp://hdl.handle.net/1822/49413
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado
DET/2C2T - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Joaquim Meireles Ribeiro.pdf2,82 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID