Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/46436

TitleAnálise da vulnerabilidade a extremos climáticos na Vila de Póvoa de Lanhoso
Other titlesVulnerability analysis to climatic extremes in the village of Póvoa de Lanhoso
Author(s)Gonçalves, Filipa Daniela Rodrigues
Advisor(s)Laranjeira, Maria Manuela
KeywordsEventos extremos
Calor
Inundações fluviais
Vulnerabilidade
Exposição
Sensibilidade
Capacidade de adaptação
Regulação
ARU
Extreme events
Heat
Stream floods
Vulnerability
Exposure
Sensitivity
Adaptation capacity
Regulation
Issue date24-May-2017
Abstract(s)As mudanças climáticas decorrentes do aquecimento global têm implicações sobre as comunidades locais. Num curto espaço de tempo, as alterações climáticas passaram para o centro do debate público, como o maior desafio do século XXI. O estudo da vulnerabilidade, enquanto área científica em expansão, converge métodos e técnicas das ciências naturais e sociais, aplicadas nesta investigação à escala local, na Área de Reabilitação Urbana (ARU) da Póvoa de Lanhoso. Em termos gerais, o desígnio desta dissertação prende-se com a análise e avaliação da vulnerabilidade aos extremos térmicos (calor) e hidroclimáticos (inundações, alagamentos), paroxismos recorrentes que afetam as sociedades atuais. A metodologia desenvolvida projeta e adapta a produção científica relativa às componentes da exposição, sensibilidade e capacidade de adaptação, incluindo ao mesmo tempo dados biofísicos e socioeconómicos, numa abordagem sensível às condições locais e dinâmicas existentes, aplicável ao planeamento urbano. A unidade de análise adotada corresponde à subseção estatística, tendo-se recorrido à análise espacial de um conjunto de indicadores que sintetizam cada uma das três componentes da vulnerabilidade. Os resultados obtidos permitem identificar os espaços mais vulneráveis e problemáticos em relação aos referidos extremos, que incidem sobretudo nas áreas mais antigas e centrais da ARU. Além disso, analisaram-se as condições locais de regulação térmica e hidrológica, como forma de identificar as áreas com aptidão para atenuar a vulnerabilidade e os impactes potenciais dos extremos climáticos estudados. Os resultados correspondentes a esta análise apontam o centro urbano consolidado como a área mais problemática da ARU, onde a vulnerabilidade é elevada e as caraterísticas biofísicas e ambientais determinam capacidades reguladoras insuficientes. Relativamente à priorização da intervenção ao nível do planeamento e da reabilitação urbana, com o objetivo de reduzir a vulnerabilidade aos extremos climáticos na ARU, consideraram-se como áreas prioritárias as subseções estatísticas com elevada vulnerabilidade e fraca regulação térmica e/ou hidrológica, sendo que se evidenciaram quatro subseções estatísticas do centro urbano consolidado nesta situação.
Climate change resulting from global warming have implications on local communities. In a short period of time, climate change moved to the center of public debate as the biggest challenge of the XXI century. The study of vulnerability, as an expanding scientific area, converges methods and techniques of both natural and social sciences, which were applied in this investigation at the local scale, in the Urban Reabilitation Area (ARU) of Póvoa de Lanhoso. In general terms, the design of this work relates to the analysis and assessment of vulnerability to thermal extremes (heat) and hydro-climatic extremes (flooding), which are recurrent paroxysms that affect contemporary societies. The methodology adapts the scientific production related to exposure, sensitivity and adaptation capacity components of vulnerability, and includes both biophysical and socio-economic data in an approach to local conditions and existing dynamics, applicable to urban planning. Spatial analysis based on a set of indicators that synthesize each of the three vulnerability components was applied to statistical subsections level. Results allow the identification of the most vulnerable and problematic areas in relation to the studied extremes, which are confined to ARU’s oldest and most central areas. Furthermore, local conditions of thermal and hydrological regulation were examined, as a way of identifying areas with the ability to lower vulnerability and to mitigate potential impacts of climate extremes. Corresponding results point out the consolidated urban center as being the most problematic area of ARU, where vulnerability is high and its biophysical and environmental features determine an insufficient regulatory capacity. With regard to priorization of urban planning and rehabilitation interventions, in order to reduce vulnerability to climate extremes in ARU, statistical subsections with high vulnerability and weak thermal and/or hydrological regulation were considered as priority areas. This final analysis put into evidence four statistical subsections on the urban center.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado em Geografia (área de especialização em Planeamento e Gestão do Território)
URIhttps://hdl.handle.net/1822/46436
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado
GEO - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Filipa Daniela Rodrigues Gonçalves.pdfTese8,7 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID