Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/45408

TítuloAvaliação qualitativa das águas da bacia hidrográfica do Rio Bugio (Fafe): identificação e caraterização dos processos de contaminação natural e antrópica
Autor(es)Lopes, Alexandra Teixeira
Orientador(es)Gonçalves, Luís Miguel Barros
Costa, Maria do Rosário Melo da
Palavras-chaveRecursos hídricos
Qualidade da água
Contaminação
Rio Bugio
Water resources
Water quality
Contamination
Bugio river
Data15-Dez-2016
Resumo(s)O conhecimento da qualidade da água superficial e subterrânea, e a identificação de possíveis fontes de contaminação, é fundamental para se conhecer a aptidão dessas águas para o fim a que se destinam, assim como para permitir definir estratégicas de remediação e de proteção dos recursos hídricos. Ao longo deste trabalho foi estudada a qualidade das águas superficiais e subterrâneas da bacia hidrográfica do Rio Bugio. Depois de realizado um inventário de pontos de água – nascentes, poços e furos – foram medidos no campo os parâmetros físico-químicos – Temperatura, pH, Condutividade e Teor de Sólidos Dissolvidos (TSD) – de 23 poços, 6 furos, 5 nascentes e 6 locais ao longo do Rio Bugio, tendo sido feita a análise dos iões maiores e de alguns metais em 8 amostras (P4, F3, F1, FR, ZI, RI, ZI2 e FR-Foz). As condutividades medidas nas nascentes são as mais baixas (cerca de 50 μS/cm), seguindo-se os poços, com valores da ordem dos 100 μS/cm, e com águas mais mineralizadas estão os furos, entre 100 e 200 μS/cm. Estas águas subterrâneas pouco mineralizadas e com pH ácido (3,5<pH<5,5) estão de acordo com o substrato geológico da região que é predominantemente granítico. Ocorrem condutividades superiores (que atingem 800 μS/cm no período húmido) em especial em poços e alguns furos, que apresentam contaminação por nitrato e cloreto, provenientes das práticas agrícolas. No Rio Bugio os valores de condutividade são em geral menores que 150 μS/cm e o pH tende a ser mais elevado (5<pH<6). Em relação ao rio observou-se uma contaminação em metais, principalmente em ferro e manganês, que terá origem nas zonas industriais, sendo a maior responsável a Zona Industrial da Lameira, a montante na bacia. Os valores de pH significativamente mais baixos do que os valores caraterísticos na água da chuva (próximo de 6), encontrados nas águas subterrâneas, deverão estar influenciados pela grande quantidade de matéria orgânica presente nos campos agrícolas, e pelo processo de decaimento associado, com a consequente libertação de CO2, o que contribui para a acidificação do meio. Não se recomenda o consumo humano destas águas, pois apresentam um pH inferior ao valor mínimo admissível e no poço P4 ocorre também um teor em alumínio superior ao valor máximo admissível.
The knowledge of surface and groundwater quality and the identification of possible sources of contamination, is essencial to know the suitability of water resources for the purpose which they are intended, and to enable define remediation strategies and protection of water resources. Throughout this work the quality of surface and groundwater in the river basin Bugio was evaluated. After an inventory of water points – springs, dugwells and boreholes – field physical-chemical parameters – temperature, pH, conductivity and Total Dissolved Solids (TDS) – were measured in 23 dugwells, 6 boreholes, 5 springs and 6 sites along the river, having been made the analysis for major ions and some metals on eight samples (P4, F3, F1, FR, ZI, RI, ZI2 and FR-Foz). The measured conductivities in springs are the lowest (about 50 μS/cm), followed by the dugwells with values of around 100 μS/cm, and with more mineralized waters are boreholes, between 100 and 200 μS/cm. These low mineralized groundwaters and with acidic pH (3,5<pH<5,5) are in agreement to the region geological substrate region which is predominantly granitic. Higher conductivities (achieving 800 μS/cm in the wet period) occur specially in dugwells and some boreholes that have contamination for nitrate and chloride from agricultural practices. In Bugio river conductivity values are generally smaller than 150 μS/cm and the pH tends to be higher (5<pH<6). Regarding the river there is a contamination of metals, mainlly in iron and manganese, which rise in the industrial areas, being the Industrial Zone Lameira upstream in the basin, the largest responsible. The pH values found in groundwater are significantly lower than characteristic values in rainwater (around 6), and should be influenced by the large amount of organic matter in agricultural fields, and associated with the decay process, with the consequent release of CO2, which contributes to the acidification of the medium. Human consumption of these waters is not recommended, since they have a lower pH than the minimum admissible value, and P4 dugwell has also a higher content of aluminum than maximum admissible value.
TipomasterThesis
DescriçãoDissertação de mestrado em Geociências (área de especialização em Valorização de Recursos Geológicos)
URIhttp://hdl.handle.net/1822/45408
AcessorestrictedAccess
Aparece nas coleções:BUM - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TeseAlexandraLopes.pdf3,61 MBAdobe PDFVer/Abrir  Solicitar cópia ao autor!

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis