Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/13950

TítuloImpacto da ortoqueratologia e da cirurgia refractiva LASIK na topografia da córnea, na refracção central e periférica e na qualidade visual do olho
Autor(es)Pereira, António Manuel Marques de Queirós
Orientador(es)González-Méijome, José Manuel
Jorge, Jorge
Gutiérrez, Ramon
Data13-Jul-2011
Resumo(s)Este trabalho reúne os resultados de estudos transversais e longitudinais realizados durante um período de 3 anos, no laboratório de investigação em optometria clinica – Universidade do Minho (CEORLab) e na Clínica Oftalmológica Novovisión (Madrid, Espanha), como pode ser observado na tabela apresentada no anexo 1. Foi realizado neste trabalho um inquérito relativamente à qualidade de vida dos pacientes, onde se verificou que as soluções ópticas e cirúrgicas para a correcção da miopia apresentam ainda limitações ao nível da independência da correcção visual. Os pacientes, quer na cirurgia Laser-Assisted in Situ Keratomileusis (LASIK) quer na ortoqueratologia ou Terapia Refractiva Corneal (TRC), referem sintomas em termos de encandeamento que estão relacionadas com as alterações induzidas na superfície anterior da córnea para corrigir ou compensar a miopia. Foram realizados estudos às alterações da superfície anterior da córnea, induzidas pela Ortoqueratologia, LASIK Standard e LASIK Personalizado, através da análise das topografias da superfície corneal anterior em termos refractivos. Através dessas topografias foram analisadas as aberrações de alta ordem (HOA), e estas permitiram compreender os sintomas apresentados pelos pacientes nestes tipos de tratamentos. Foram encontrados incrementos de potência refractiva nas zonas paracentrais, que são comprovados com as alterações em termos das aberrações, principalmente a aberração esférica e a aberração comática, tendo sido para o tratamento com TRC mais evidentes do que no LASIK, devido a uma menor zona de tratamento e à alteração anatómica inerente a cada um dos tratamentos com aumento de espessura na área paracentral no CRT em vez de ablação central em LASIK. Ambas as intervenções, cirúrgica e não cirúrgica, mostraram um incremento localizado na zona paracentral da superfície corneal anterior. No entanto, a zona óptica mais pequena e uma maior curvatura na região paracentral com o tratamento de ortoqueratologia parece ter a capacidade de criar um efeito miópico periférico relativo na potência da córnea, maior do que no tratamento LASIK, o que pode ter implicações na redução da progressão da miopia. Com efeito nesta tese mostra-se que para o tratamento com ortoqueratologia consegue-se induzir na periferia da retina (a partir dos 25º de cada campo visual) valores mais miópicos comparando com os valores antes do tratamento. Este efeito não se verificou no tratamento LASIK, onde todos os valores ficam menos miópicos do que os iniciais. Apesar da presença de erros refractivos periféricos relativos míopes na periferia após ambos os tratamentos, a TRC fornece um efeito maior para uma dada correcção míope em comparação com LASIK. A cirurgia refractiva LASIK e a TRC induzem alterações na potência da superfície corneal anterior para corrigir a miopia, levando a uma alteração significativa quer do respectivo padrão topográfico quer do perfil refractivo periférico. A ortoqueratologia tem maior potencial na miopização periférica embora apresente pior qualidade óptica em comparação com LASIK.
The present Thesis integrates the results of the transversal e longitudinal studies, conducted during a 3 year period, at the Clinical & Experimental Optometry Research Lab – Minho University (CEORLab) and in Ophtalmologic Clinic Novovision (Madrid, Spain), as it is shown on Appendix 1. Optical and surgical solutions to correct myopia still have some limitations when it comes to independency of visual correction, as it was assessed in this study with a survey which evaluated the quality of life of patients. The patients, either in Laser-Assisted in Situ Keratomileusis (LASIK) and orthokeratology or Corneal Refractive Therapy (CRT), describe symptoms in terms of glare that are related to changes induced in the anterior corneal surface to correct or compensate myopia. Studies were conducted to verify the changes of anterior corneal surface induced by orthokeratology, Standard LASIK and Customized LASIK, by examining the topography of the anterior corneal surface (refractive power). Using this information higher-order aberrations were also analyzed, and these allowed us to understand the symptoms of the patients in these types of treatments. Were found increments of refractive power in the paracentral zones, which are on the basis of changes in terms of aberrations, particularly spherical aberration and coma aberration. These changes were more evident on CRT treatment than in LASIK, due to smaller treatment area and to the anatomical changes inherent to each of the treatments with increase of thickness in the paracentral area in CRT instead of central ablation in LASIK. Both interventions, surgical and non-surgical, have shown an increase located in the paracentral corneal anterior surface. However, the smaller optical zone and higher curvature of the paracentral region with orthokeratology treatment seems to have the ability to create a more effective relative myopic effect on the power of the peripheral cornea, higher than in the LASIK treatment, which may have implications in reducing the progression of myopia. In this Thesis it is shown that for the CRT treatment, more myopic values can be induced in the periphery of the retina (from 25º of each visual field) compared to baseline values before treatment. This effect was not observed in LASIK treatment, where all values are less myopic than baseline. Despite the presence of relative peripheral myopic refractive error in the periphery after both treatments, CRT provides a greater effect for a given myopic correction. CRT and LASIK induce changes in the power of the anterior corneal surface to correct myopia, leading to a significant change in both its topographic pattern and peripheral refractive profile. Orthokeratology has more potential in inducing peripheral myopization at the expense of a poorer optical quality.
TipodoctoralThesis
DescriçãoTese de Doutoramento em Ciências
URIhttp://hdl.handle.net/1822/13950
AcessorestrictedAccess
Aparece nas coleções:CDF - OCV - Teses de Doutoramento/PhD Thesis
BUM - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
António Manuel Marques de Queirós Pereira.pdf8,31 MBAdobe PDFVer/Abrir  Solicitar cópia ao autor!

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis