Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/10975

TitleImplicações da prática de videojogos de nova geração na actividade física de crianças
Other titlesImplications of the new generation videogames’ practice in the children’s
Author(s)Viana, Paulo Sérgio da Silva
Advisor(s)Osório, António José
Pereira, Beatriz Oliveira
KeywordsDispêndio energético
Actividade física
Obesidade
Videojogos
Monitor de frequência cardíaca
Escala de Borg
Energy expenditure
Physical activity
Obesity
Videogames
Heart rate monitor
Borg Scale
Issue date22-Dec-2009
Abstract(s)Actualmente existe na literatura uma crescente evidência de que a prática de actividade física regular é benéfica para a saúde. Uma nova geração de videojogos de tipo activo procura promover uma maior interacção e movimento durante a sua prática. Consequentemente, os criadores deste tipo de videojogos afirmam que estes são um útil contributo para a promoção da actividade física nas crianças. O presente trabalho consta de dois estudos cujos objectivos foram: no primeiro estudo, identificar os níveis de actividade física e de dispêndio energético durante a prática de videojogos de tipo activo (EyeToy); no segundo estudo, identificar os níveis de actividade física e de dispêndio energético obtidos durante a prática de aulas de Educação Física. O primeiro estudo contou com a participação de 22 alunos com uma idade média de 13,5±0,8, no segundo estudo participaram 56 alunos com uma idade média de 12,6±0,95. A actividade física foi avaliada por um monitor de frequência cardíaca (polar AXN 500) e, no caso da actividade de videojogos, também pela aplicação da Escala de Borg de 6-20 pontos. Os resultados de ambos os estudos indicam a obtenção de níveis de actividade física (> 6 Mets) e de dispêndio energético (> 6 kcal/m) relevantes. Resultante da aplicação da escala de Borg, o nível de esforço percebido pelos alunos durante a actividade de videojogos foi considerado Moderado. Este estudo permite-nos concluir que tanto a prática de aulas de Educação Física como também a prática de videojogos de nova geração são um contributo válido para o aumento da actividade física em crianças.
Nowadays, there is growing evidence in literature that Health benefits can be obtained from regular physical activity. A new generation of active videogames tries to produce greater interaction and movement during play. Therefore, videogames creators claim that this kind of active videogames can be a useful addiction to the range of opportunities for physical activity available to children. The present work consists of two studies. The aim of the first study was to identify the levels of physical activity and energy expenditure of pupils when playing new generation active videogames (EyeToy). The aim of the second study was to identify the levels of physical activity and energy expenditure of pupils when playing Physical Education classes. The sample was constituted, in the first study, by 22 students with a medium age of 13,5±0,8, and in the second study by 56 students with a medium age of 12,6±0,95. The physical activity was assessed by heart rate monitor (Polar AXN 500) and, in the case of the videogames activity, also for the application of the 6-20 points Borg scale. In booth studies the results showed relevant levels of physical activity (> 6 Mets) and energy expenditure (> 6 kcal/m). The subjects rated their perceived exertion (RPE) of the effort spent in the videogames activity as somewhat hard. This study allows us to conclude that the practice of the new generation videogames and physical education activities are a valid contribution for the increase of the physical activity in children.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado em Estudos da Criança (área de especialização em Tecnologias da Informação e Comunicação)
URIhttps://hdl.handle.net/1822/10975
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado
DEAEF - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese.pdf1,61 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID