Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/6389

TítuloO papel do balanced scorecard na avaliação de desempenho do sistema policial português
AutorGomes, Agostinha Patrícia Silva
OrientadorCarvalho, João Baptista da Costa
Mendes, Silvia M.
Data22-Jan-2007
ResumoApós a introdução do modelo da Nova Gestão Pública (NGP), as organizações públicas sentiram a necessidade de adoptar adequados sistemas de informação e de controlo de gestão no sentido de melhorar o processo de tomada de decisão, introduzir a avaliação de desempenho com base em outptuts e outcomes e aumentar os índices de eficiência, eficácia e qualidade do serviço público. Neste contexto, o Balanced Scorecard (BSC) surge como um sistema de gestão estratégica que interliga a estratégia organizacional com os objectivos definidos e, consequentemente, melhora o desempenho e o sucesso organizacional. Dada a importância do BSC para o sector público, e a evidência empírica da sua utilização em organizações como autarquias locais, hospitais, universidades e agências governamentais, analisa-se, nesta dissertação, o papel do BSC na avaliação de desempenho do sistema policial português. Pretende-se saber a extensão com que ele está a ser implementado na polícia portuguesa, bem como os factores que determinam a disposição dos oficiais da polícia em aplicá-lo na sua instituição Verificou-se que a aplicação do BSC é ainda prematura. Poucos oficiais da polícia têm conhecimento acerca do BSC e poucas instituições procederam já à sua implementação. Contudo, há um elevado grau de sensibilidade relativamente ao seu papel na melhoria do desempenho organizacional. Então, de que forma estão os agentes policiais dispostos a adoptarem a metodologia do BSC? Argumentamos que o impacto dos factores da NGP na mudança organizacional, o foco na actividade central (policiamento de proximidade), o conhecimento dos oficiais acerca do BSC, o nível de autonomia, a dimensão das instituições e o tipo de força policial podem constituir determinantes importantes no estudo da aplicação do BSC. Com base num inquérito por questionário enviado às instituições policiais portuguesas, estimou-se um ordered logit regression model dos determinantes da predisposição da aplicação do BSC. Verificou-se que o nível de conhecimento sobre o BSC e o nível educacional dos oficiais, constituem factores determinantes da predisposição para a sua aplicação. Por outro lado, os factores relativos à NGP, como a orientação para o cliente, a avaliação de desempenho baseada em outputs e outcomes, a utilização de instrumentos de gestão e a descentralização das estruturas, têm um impacto significativo na explicação da predisposição para aplicar o BSC.
After the introduction of the New Public Management (NPM), public organizations feel the need to develop adequate management information systems in order to improve the policy process decision making, introduce performance measurement by outputs and outcomes and increase efficiency, effectiveness and quality of delivery services. In this context, the BSC appears as a strategic management system that links the strategy with the objectives and, consequently, improves performance and organizational success. Given the importance of the BSC for the public sector and the empirical evidence of its application in such organizations as municipalities, hospitals, universities, and government agencies, in this study, we analyse the role of the BSC on the performance measurement of the Portuguese police system. We want to know to what extent it has been implemented in Portuguese police. We also want to know what factors help determine police agents’ willing to see the BSC applied in their institution. We find that few agents have knowledge of the BSC and even fewer institutions have implemented it. Despite this, there is a high degree of sensibility concerning its role in the improvement of organizational performance. So, to extent are police agents willing to comply with BSC requirements? We argue that the impact of the NPM factors in the organizational change, focus on the central activity (policing community), officers’ knowledge on the BSC, the level of autonomy, officer agencies’ size and the branch of the police force can be an important role on the explanation of the BSC application. Based on the nationwide survey of all police chiefs of the Portuguese police force, we estimate an ordered logit model of the determinants of the predisposition to apply the BSC. We find that prior knowledge of the BSC and officers’ level of education, are the most significant determinants of the predisposition to apply it. On the other hand, NPM factors, such as the orientation towards citizens, performance measurement based on outputs and outcomes, business management tools and decentralization, also reveal a significant effect on the willingness to apply the BSC.
TipomasterThesis
DescriçãoTese de Mestrado Contabilidade e Auditoria
URIhttp://hdl.handle.net/1822/6389
AcessoopenAccess
Aparece nas coleções:BUM - Dissertações de Mestrado
NEAPP - Teses de Doutoramento e Dissertações de Mestrado
GAI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
tese-versão-final.pdf1,66 MBAdobe PDFVer/Abrir

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis