Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/59752

TitleRepresentações das alterações climáticas nas redes sociais Facebook e Twitter
Author(s)Balbé, Alice Dutra
Advisor(s)Carvalho, Anabela
Issue date18-Dec-2018
Abstract(s)A complexidade das alterações climáticas e a urgência necessária para o enfrentamento dos desafios que se colocam trazem à tona a importância da comunicação para a perceção publica sobre responsabilidades e engajamento. A comunicação das alterações climáticas envolve diversos atores e discursos da esfera publica, política, mediática e não pode deixar de lado os cidadãos. No contexto atual, cada vez mais tem se utilizado a Internet e as redes sociais como principal fonte de informação, sobretudo pelos jovens, em parte devido à instantaneidade e volume de dados que circulam online. Consequentemente, analisar de que forma as alterações climáticas são representadas nesses novos espaços de comunicação é essencial para se refletir sobre o impacto da agenda internacional, os fatores culturais, os atores e os discursos que estão interligados nessa construção social. Uma extensa revisão da literatura mostra que a maior parte das pesquisas relacionadas estão centradas na Mídia tradicional e em contextos anglófonos. Assim, esta investigação analisa a comunicação sobre as alterações climáticas nas duas redes sociais mais populares no mundo, Facebook e Twitter, em busca de compreender as representações das alterações climáticas dos utilizadores falantes dos idiomas português e espanhol. O corpus de análise empírica é formado pelas publicações mais relevantes dentro dessas redes no período de seis meses, incluindo um período de agenda intergovernamental, nomeadamente a realização da 21a Conferência das Partes da Convenção-Quadro das Nações Unidas para as Alterações Climáticas, a COP21, e outro posterior. A investigação adota uma metodologia mista e explora a variedade de elementos e recursos das publicações a partir da análise de conte ´udo temática e características do discurso ambiental. Através deste estudo, é possível observar que as publicações tendem a variar em função de características específicas de cada rede social, mas globalmente é possível inferir que a Mídia é fonte de referência de informação dentro das redes sociais e personalidades publicas tendem a ter algum prestígio. No entanto, quando observados os autores das publicações mais relevantes das redes, esses são, em vários casos, cidadãos comuns. Como tal, pode-se considerar que as redes sociais constituem um importante espaço de opinião publica relativamente às alterações climáticas.
The complexity of climate change and the urgency required to meet the challenges that it poses bring to the fore the importance of communication for public perception of responsibility and for engagement. Climate change communication involves diverse actors and discourses in the public, political and media spheres and cannot leave citizens aside. In the current context, the Internet and social networks have increasingly been used as the main source of information, especially for young people, partly due to the instantaneous nature of communication and the volume of data circulating online. Consequently, analyzing how climate change is represented in these new spaces of communication is essential to reflect on the impact of the international agenda, cultural factors, actors and discourses that are interconnected in this social construction. An extensive review of the literature shows that most of the related research is focused on traditional media and on anglophone contexts. Thus, this research analyzes the communication on climate change in two of the most popular social networks in the world, namely Facebook and Twitter, in an attempt to understand the representations of climate change of Portuguese and Spanish-speaking users. The corpus of empirical analysis is formed by the most relevant publications within these social media in a six-month period, including a period with intergovernmental agenda, namely the holding of the 21st Conference of the Parties to the United Nations Framework Convention on Climate Change, COP21, and a later one. The research adopts a mixed methodology and explores the variety of elements and resources of the publications through the analysis of thematic content and of the characteristics of environmental discourse. Through this study, it is possible to observe that publications tend to vary according to the specific characteristics of each social media, but overall it is possible to infer that traditional media are an important source of information within social media and public personalities tend to have some prestige. However, when looking at the authors of the most relevant publications in social media, these are, in several cases, ordinary citizens. Hence, it can be argued that those media constitute an important space of public opinion on climate change.
TypeDoctoral thesis
DescriptionTese de Doutoramento em Ciências da Comunicação
URIhttp://hdl.handle.net/1822/59752
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Teses de Doutoramento
CECS - Teses de doutoramento / PhD theses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Alice Dutra Balbe.pdf40,08 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID