Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/56928

TitleContributos das atividades artísticas para o bem-estar das crianças em oncologia pediátrica
Author(s)Rocha, Denise Martins
Carvalho, Graça Simões de
Editor(s)Anastácio, Zélia
Carvalho, Graça Simões de
Pereira, Beatriz
KeywordsEducação artística
Oncologia pediátrica
Simbolismo imagético
Desenho infantil
Issue date2018
PublisherNovas Edições Acadêmicas
CitationRocha, D. & Carvalho, G.S. (2018). Contributos das atividades artísticas para o bem-estar das crianças em oncologia pediátrica. In: Anastácio, Z., Carvalho, G. S. & Pereira, B. (Coord.) Atividade Física, Saúde e Lazer: Desenvolvimento Infantil e Comportamentos Alimentares. Riga: Novas Edições Acadêmicas, member of OmniScriptum Publishing Group. pp. 35-52.
Abstract(s)A educação artística desempenha um importante papel como disciplina e atividade de ocupação para o apoio pedagógico no contexto da oncologia pediátrica. O seu exercício pode contribuir para a melhoria da qualidade de vida das crianças enquanto estão em tratamento da doença, estimulando a expressão das suas emoções, interação com o próprio grupo, pais e profissionais de saúde, e ainda desfocando-as da problemática do internamento e das consultas a que se submetem. A partir de um primeiro levantamento no Instituto Português de Oncologia do Porto (IPO-P) com observação não participante, entrevistas e um questionário semiaberto, construímos um instrumento de avaliação com 46 itens - AAACTO – Atividades Artísticas Aplicadas a Crianças em Tratamento Oncológico. Para este estudo específico, procedemos à análise dos itens que abordam os sujeitos quanto às expressões artísticas e representações dos desenhos das crianças. Procedemos à aplicação deste instrumento no IPO-P, Portugal, e no Grupo de Apoio à Criança com Câncer (GACC) em Salvador da Bahia, Brasil. Em cada país, a amostra compreendeu 75 sujeitos divididos em três grupos: Grupo-A, 25 crianças com idades entre os 2 e 18 anos em tratamento oncológico; Grupo B, 28 progenitores; e Grupo C, 22 elementos de equipa médica e não médica; Selecionamos ainda uma amostra com 40 desenhos, sendo 20 de cada país, onde procuramos identificar a simbologia imagética da expressão visual destas crianças. Os resultados obtidos permitiram-nos concluir que nos dois países as crianças podem optar por diversas atividades, sendo que as mais procuradas são desenho, pintura, modelagem e música. A maioria dos três grupos sublinha ainda que a educação artística neste âmbito auxilia na aprendizagem de outras disciplinas, que com este exercício as crianças demonstram criatividade, apresentam melhoria no seu bem-estar e autoestima, se socializam, preferem representar o quotidiano fora do hospital e expressam emoções positivas em seus desenhos.
TypeBook part
URIhttp://hdl.handle.net/1822/56928
ISBN978-620-2-03648-1
Publisher versionhttps://www.morebooks.de/store/pt/book/atividade-f%C3%ADsica,-sa%C3%BAde-e-lazer/isbn/978-620-2-03648-1
AccessRestricted access (UMinho)
Appears in Collections:CIEC - Livros e Capítulos de Livros

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AFSL-2018_OncolPediatrica.pdf
  Restricted access
8,74 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy!

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID