Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/48640

TitleImpacto da ansiedade reportada face à escrita de composições
Author(s)Mello, Anair Silva Lins e
Advisor(s)Rosário, Pedro
Polydoro, Soely Aparecida Jorge
KeywordsAnsiedade
escrita
AE na escrita
AR na escrita
envolvimento parental
desempenho escolar
ensino básico
Anxiety
writing
self-efficacy in writing
self-regulation in writing
parental involvement
school performance
elementary school
Issue date15-Sep-2017
Abstract(s)A escrita, sua qualidade e a escrita de composições, devido a sua complexidade e baixo desempenho dos alunos, têm sido alvo de estudos na perspetiva do incremento desta competência, em diferentes níveis de escolaridade. As exigências sociais e académicas têm, também, produzido nos alunos atitudes adversas e certo comportamento ansioso face à produção escrita. A ansiedade face à escrita de composições, entretanto, tem sido objeto de estudo há mais de cinco décadas. Contudo, na literatura pesquisada, só encontramos investigações com estudantes do secundário ou universitários. A literatura ainda nos revelou que os estudantes caracterizados como ansiosos foram aqueles que apresentavam elevada apreensão, preocupação, tensão e medo em atividades que exigiam a produção escrita, e mais frequentemente, ao compor diferentes géneros textuais. Com um estudo de desenho longitudinal e correlacional, nossa investigação, teve como objetivo avaliar o impacto da ansiedade reportada face à escrita de composições e a sua relação com a perceção de autoeficácia e desempenho escolar de alunos do 4.º ano, do 1.º ciclo de ensino básico, na disciplina de Português. Para alcançar os nossos objetivos, realizámos as seguintes ações: avaliámos a presença da ansiedade reportada face à escrita, e o impacto da ansiedade reportada face à escrita de composições. Analisamos, também, a atitude dos alunos perante a escrita de composições; o impacto da autoeficácia na escrita de composições; a autorregulação da aprendizagem da escrita de composições e a perceção do aluno sobre o envolvimento parental face à escrita de composições. Participaram 693 alunos que preencheram um questionário em quatro momentos de recolha. A análise dos dados, revelou-nos uma significativa presença da ansiedade face à escrita de composições, e também, que a autoeficácia face à escrita, assim como, a perceção sobre o envolvimento parental face à escrita de composições, revelaram uma correlação positiva. À atitude face à escrita, a autorregulação da aprendizagem da escrita, o desempenho dos alunos no domínio da escrita e o desempenho global da língua escrita apresentaram uma correlação negativa. Todos os resultados foram analisados e discutidos à luz da abordagem sociocognitiva e no âmbito da autorregulação da aprendizagem. Conclusivamente, apresentamos considerações sobre os resultados, assim como, as limitações e expectativas na direção de estudos futuros.
Due to the complexity of writing compositions with quality, research has been conducted in different school years, to promote this competence in struggling writers. Social and academic demands have also demonstrated to produce in student’s adverse attitudes and a certain anxious behavior towards writing activities. Despite the importance concerning student’s anxiety when writing, to our knowledge, the studies conducted in the last five decades, were only with secondary and university students. Previous studies have also demonstrated that students defined as anxious, were those who exhibited higher apprehension, concern, tension and fear when writing, and mostly when composing different text genres. Following a longitudinal and correlational design, our study aimed to evaluate the impact of 693 fourth graders anxiety when writing compositions. To address this call students were asked to fill in questionnaires, in four moments of collection, that aimed to evaluate the presence of reported anxiety and it’s impact in student’s writing compositions. Four variables were also analyzed, namely: (i) students’ attitudes towards writing, (ii) their self-efficacy in writing; (iii) their use of self-regulation strategies while writing; (iv) and their perception of their parental involvement concerning their writing activities. Findings have shown a significant presence of anxiety when students write their compositions. We also found that students self-efficacy in writing, as well as their perception of parental involvement when writing compositions, pointed out, contrary to the literature, a positive correlation. Nevertheless, students’ attitude towards writing, their use of self-regulated strategies in writing, revealed a negative correlation. All the results were analyzed and discussed in the light of the social cognitive approach and in the context of self-regulated learning. Finally, we present considerations about the results, as well as the limitations and expectations in the direction of future studies.
TypeDoctoral thesis
DescriptionTese de Doutoramento em Psicologia Aplicada
URIhttp://hdl.handle.net/1822/48640
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Anair Silva Lins e Mello.pdf3,55 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID