Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/45984

TítuloGravuras rupestres do noroeste português para além das artes atlântica e esquemática
AutorBettencourt, Ana M. S.
Palavras-chaveNoroeste de Portugal
Arte proto-histórica
Novas cosmogonias
Rede de lugares
Northwest of Portugal
Protohistoric rock art
New cosmogonies
Network of places
Data2017
EditoraAssociação dos Arqueólogos Portugueses
ResumoPartindo da premissa de que a Arte Atlântica do Noroeste se caracteriza, apenas, por composições circulares e se desenvolveu durante o Neolítico-Calcolítico, e de que a Arte Esquemática de ar livre se individualiza, ainda que embrionariamente, em duas fases, sendo a primeira do Neolítico e Calcolítico e a segunda proto-histórica, foi possível isolar um grupo significativo de motivos gravados que se afastam de ambos os estilos e que serão alvo de estudo neste trabalho. Trata-se de um grupo, que por paralelos com objetos metálicos e motivos gravados nas estelas do Sudoeste ibérico, se pode inserir na Idade do Bronze, materializando, no Noroeste, novas cosmogonias de matriz mediterrânica e atlântica e aumentando a rede de lugares de significação colectiva experienciados pelas comunidades.
Considering the assumption that North-western Iberian Atlantic Rock Art includes only cups and rings representations and was developed back to the Neolithic- Chalcolithic, and that open-air Schematic Rock Art can be individualised in two main phases, the first one dating back to Neolithic and Chalcolithic, and the second developed during protohistoric period, it was possible to isolate a significant group of recorded motifs in outcrops that differ from both these styles. These would be scrutinized in this work. Based on parallels established with metallic objects and recorded depictions identified in Iberian Southwest steales, it is possible to situate chronologically this group in the Bronze Age. From an interpretative point of view, they may materialise new cosmogonies based on Mediterranean and Atlantic origins, enlarging a network of places of collective meaning experienced by Northwest Bronze Age inhabitants.
TipoconferencePaper
URIhttp://hdl.handle.net/1822/45984
Arbitragem científicayes
AcessorestrictedAccess
Aparece nas coleções:DH - Comunicações em encontros nacionais/Papers at National Meetings

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Bettencourt 2017 Actas do II Congresso da AAP. Lisboa. AAP (divulgação).pdf5,96 MBAdobe PDFVer/Abrir  Solicitar cópia ao autor!

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis