Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/41074

TítuloZebrafish embryos as in vivo model for toxicity evaluation: screening of nanoparticle formulations DODAB:MO and DODAC:MO
Autor(es)Moreira, Pedro Filipe Ferreira de Sousa
Orientador(es)Passos, Marisa Sárria Pereira
Real Oliveira, M. Elisabete C.D.
Data2015
Resumo(s)Zebrafish (Danio rerio, Hamilton 1822) has emerged as a viable alternative in biomedical trials in relation to other organisms such as small mammals, also used for in vivo toxicity tests, given their morphological characteristics and well characterized biology. The increasing application of nanoscale particles on Medicine, Pharmacy and Cosmetics, particularly as nanovehicles for targeted delivery of therapeutical agents, leads to an urgent requirement of evaluation of these nanoparticles toxicological profile, not only at the cell level, but also at the all-organism level. The ZET (zebrafish embryo toxicity) protocol has been widely considered on environmental sciences, to evaluate the potential toxic effects of chemicals and pharmacological compounds that reach the natural ecosystems. This test is already approved by the OECD (Organization for Economic Co-Operative Development) for acute aquatic toxicity testing. The ZET assay gained particular wide notice for assessment of the toxicity and bioactivity of metallic nanoparticles, carbon-based nanostructures and polymers, screening ecological benchmarks. On the other hand, investigation of the nanotoxicity profile of non-metallic nanoparticles, such as liposomes, based on zebrafish embryogenesis is particularly underexplored. The work of this Msc thesis focus on validation of the ZET test as a fasttrack and reliable in vivo tool to compose the toxicological profile of dioctadecyldimethylammonium bromide or chloride (DODAB/DODAC):monoolein (MO) liposomes, developed by our research group for gene therapy, in order to anticipate possible risks at different levels of biological organization. The nanoformulations tested include different ratios of the cationic lipid components - DODAC or DODAB - with MO (4:1, 2:1, 1:1. 1:2 and 1:4). These ratios are related with the interesting capacity of MO, present in different proportions in the mixtures, in promoting cell transfection for further use in gene therapy as non-viral vectors.
O peixe-zebra (Danio rerio, Hamilton 1822) tem surgido como uma alternativa viável em ensaios biomédicos em relação a outros organismos, como roedores, também usados para testes de toxicidade, pelas suas características morfológicas e a sua biologia muito bem caracterizada. O aumento do uso de partículas à escala nano em Medicina, Farmácia e Cosmética, em particular os nano-veículos para a entrega de fármacos a alvos específicos, leva a uma urgência na avaliação destas partículas em termos toxicológicos, não só a nível da célula mas também para o organismo como um todo. O protocolo ZET (zebrafish embryo toxicity) tem sido vastamente considerando em ciências ambientais para avaliar os potenciais efeitos tóxicos nos embriões de peixe-zebra perante a exposição a compostos químicos e farmacológicos. Este ensaio esta aprovado pela OCDE (Organization for Economic Co-Operative Development) para análises de toxicidade em ambiente aquático. O ensaio ZET já se encontra bem validado para avaliação da bioatividade de nanopartículas metálicas nano-estruturas baseadas em carbono e polímeros, no rastreio de pontos de referência ecológico. Por outro lado, a investigação de um perfil de nano-toxicidade para partículas não metálicas, como lipossomas, baseados na embriogénese de peixe-zebra, é particularmente inexplorada. O trabalho da presente tese de mestrado irá focar-se na validação do ensaio ZET como um meio fiável e rápido de avaliar os efeitos da exposição a formulações de lipossomas à base de brometo ou cloreto de dioctadecildimetilamonia (DODAB/DODAC):monooleína (MO) desenvolvidos pelo nosso grupo de trabalho, de forma a prever possíveis riscos a nível celular e tecidular, bem como no que diz respeito ao desenvolvimento embrionário. As formulações testadas incluem diferentes frações de lípido catiónico - DODAB ou DODAC - com MO (4:1, 2:1, 1:1, 1:2 e 1:4), interessando, também, estimar a capacidade da MO, presente em diferente proporção nas misturas, na promoção da transfeção celular para aplicação destes sistemas em terapia génica como vetores não virais.
TipomasterThesis
DescriçãoDissertação de mestrado em Molecular Genetics
URIhttp://hdl.handle.net/1822/41074
AcessoopenAccess
Aparece nas coleções:BUM - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Pedro Filipe Ferreira de Sousa Moreira.pdf4,91 MBAdobe PDFVer/Abrir

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis