Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/3400

TítuloAs bibliotecas escolares e a formação de leitores
AutorBarroco, José Alves
OrientadorSilva, Lino Moreira da
Data2004
ResumoVivemos numa sociedade marcada por transformações em todos os domínios. As mudanças sociais, políticas, económicas e culturais verificadas, na nossa sociedade, comummente apelidada de sociedade da informação, obrigam a repensar as nossas políticas educativas e as nossas práticas pedagógicas implementadas na escola. Actualmente, para fazer face a estas mudanças, a escola não se pode limitar a alfabetizar, na medida em que a alfabetização já não é suficiente para que o indivíduo se possa mover numa sociedade marcada pelo progresso tecnológico e pela produção e relativismo da informação. Ao indivíduo já não basta saber ler, tem de ser capaz de usar a competência de leitura no seu dia-a-dia. Para tal, é importante que todos os agentes educativos tenham consciência de que a capacidade de leitura condiciona fortemente a participação do indivíduo na sociedade. Neste sentido, é essencial que a escolarização seja vista a longo prazo e numa perspectiva formativa, pelo que devemos ter em conta, mais do que o sucesso escolar, o sucesso educativo. Na persecução deste objectivo, é fundamental recorrermos às bibliotecas escolares, cuja dinamização visa o desenvolvimento integral do aluno, contribuindo para a criação e desenvolvimento de hábitos de leitura e para a aquisição da competência de leitura, que lhe serão úteis no futuro. Já não se pretende que o aluno memorize conhecimentos, mas que analise, seleccione criticamente, no fundo, que aprenda a aprender para fazer face aos problemas, passado o período escolar. Precisamos de uma escola viva, onde a biblioteca seja um verdadeiro recurso educativo, com um espaço amplo, com um acervo diversificado, actualizado e dotado de dinâmica. Como professores, devemos acompanhar a evolução das bibliotecas e questionar constantemente as nossas práticas. As instituições de ensino superior desempenham também um papel fundamental, no que diz respeito à formação de professores, para que estes possam contribuir de forma mais incisiva para esta tarefa de fazer da escola um local onde se aprende a aprender. Sendo a leitura um veículo privilegiado de desenvolvimento e humanização da sociedade, desejamos, através da promoção da reflexão, contribuir para um aumento dos hábitos de leitura e dos níveis de literacia dos nossos alunos, factores condicionantes do desenvolvimento equilibrado do país. Neste sentido, propusemo-nos desenvolver algumas actividades de dinamização das bibliotecas escolares, com vista à sua implementação numa escola concreta e à sua desejável generalização a outras escolas.
We live in a society characterised by changes in ali domains. The social, political. economical and cultural changes in our society usually called as informarion society, push us to reconsider our educational poiitics and our pedagogical practices used in school. Nowadays, in order to be able to face up to ali these changes, school cannot only alphabetize, because alphabetization is not enough to the individual to live in a society of technological progress, production and reiativism of information. The individual must not oniy be abie to read, but also to use the reading abiiity in his daily life. For that, it is important that ali educative actors know that the ability to read strongiy conditions the individuais’ participation in the society. In this sense, it is essential to perceive scholarship is seen in iong terms and in a formative perspective. That is why more than the scholar success, we must consider the educative success as well. To attain this aim, it is vital to used the schools’ libraries, whose improvement intents the whole individual’s deveiopment, helping to the creation and deveiopment of reading habits and the acquisition of the ability to read, which will be useful in the future. We are not claiming here students’ memorization, conversely we are arguing for a critical analyses posture, making options to make the long sentence short s/he must learn to learn, to face up problems, when school time is over. We need a living schooi, where its library is a truly educative resource, with an open space, with a varied, modern and dynamic heap. As teachers, we must keep up with iibrary’s evolution and constantly question our practices. In this field — teacher& training — universities also play a vital role in order that teachers may contribute in a more incisive way to the task of making school a place where we iearn to learn. As reading is a privileged transmitter of societie& development and humanisation, we wish, towards reflection, to contribute to the raise of reading habits and of iiteracy leveis of our students, factors that are profoundiy critical to a wellbalanced evolution of our country. That is why we are committed ourseives to develop some activities in school libraries’, in order to its use in a real school and to its desirable generalisation to other schools.
TipomasterThesis
DescriçãoDissertação de mestrado em Educação, Supervisão Pedagógica em Ensino do Português.
URIhttp://hdl.handle.net/1822/3400
AcessoopenAccess
Aparece nas coleções:BUM - Dissertações de Mestrado
CIEd - Dissertações de Mestrado em Educação / MSc Dissertations in Education

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
anexos.pdf117,09 kBAdobe PDFVer/Abrir
Dissertação_Versão_final.pdf660,51 kBAdobe PDFVer/Abrir
Capa.pdf200,82 kBAdobe PDFVer/Abrir

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis