Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/29957

TítuloA lusofonia como promessa e o seu equívoco lusocêntrico
Autor(es)Martins, Moisés de Lemos
Editor(es)Martins, Moisés de Lemos
Sousa, Helena
Cabecinhas, Rosa
Palavras-chavePós-colonialismo
Lusofonia
Identidade
Simbolismo
Área cultural
Data2006
EditoraCampo das Letras
Resumo(s)A lusofonia como representação de um espaço supranacional de língua e cultura incorre num equívoco topocêntrico. Nela sempre Portugal se fixou morbidamente, gozando a diferença que o caracteriza, ou o imagina tal, no contexto de outros povos, nações e culturas {Eduardo Lourenço, 1994). Mas existem igualmente potencialidades. A afirmação de uma área cultural de influência, baseada numa língua comum, mas que transcende largamente a questão linguística, mobilizando mesmo povos inteiros, os seus governos, as suas organizações não-governamentais, a sociedade civil. Também o reconhecimento no espaço lusófono de realidades radicalmente distintas umas das outras. E ainda, o reconhecimento de uma comunidade pouco coesa e muito desigual, afectada por desiquilibrios demográficos, culturais e económicos flagrantes. Partilhando, é certo, distintas posições de vulnerabilidade, diante dos efeitos de processos transnacionais que não dominam, podem, todavia, os países lusófonos fazer uma leitura afirmativa e prospectiva da sua presença no mundo, valorizando a tensão entre o ser ou o poder ser margem e o ser ou poder ser parte inteira.
TipobookPart
URIhttp://hdl.handle.net/1822/29957
ISBN978-989-625-119-2
AcessoopenAccess
Aparece nas coleções:CECS - Livros e capítulo de livros

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
MM_lusocentrismo.pdfCapítulo de livro3,38 MBAdobe PDFVer/Abrir

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis