Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/27920

TítuloAfetação do cansaço nas capacidades visuais dos atletas
Autor(es)Esteves, João Rafael de Sousa
Orientador(es)Jorge, Jorge
Data2013
Resumo(s)Objetivos: Avaliar a afetação do cansaço no sistema visual dos atletas. Verificar a existência de diferenças consideráveis nas capacidades visuais dos atletas antes e após a realização do treino. Caracterizar o sistema visual dos jogadores de futebol em termos de tempo de reação, dominância, acuidade visual, erro refrativo e visão binocular. Métodos: Avaliaram-se 21 atletas, todos eles jogadores de futebol, com idades compreendidas entre os 16 e os 30 anos (média 22,5 ± 3,9 anos). Mediu-se a todos os atletas a acuidade visual, a refração objetiva com o autorefratómetro queratometro (AR) Prestige ORK (DongYang Optics Co., Ltd Korea ) e as forias de perto (Asa de Maddox). Mediu-se ainda a flexibilidade acomodativa para visão de perto (flippers ± 2,00D), a estereopsia (Titmus Stereo Test) e o tempo de reação com um software informático (sport vision reaction time app para iPad). Resultados: Verificou-se que os atletas estudados, após o treino, apresentam melhorias na acuidade visual, tanto monocular com binocular, (OD com p=0,001; OE com p=0,012 e AO com p=0,029), apresentam uma tendência ligeiramente hipermetrópica (equivalente esférico - M) ( 0,51 ± 0,39 D ) ( p<0,001 ). Ao nível da visão binocular, comparando também o pré e o pós-treino, apresentavam tendência para ortoforia nas forias horizontais em visão de perto ( 0,6 ± 0,9 Δ ) ( p=0,011 ), melhoria no número de ciclos da flexibilidade acomodativa em visão de perto ( 1,4 ± 1,7 cpm ) ( p=0,001 ) e ainda, melhores resultados nos valores da estereopsia ( -14,0 ± 36,5 arcsec ) ( p=0,030 ). Em relação ao tempo de reação, apenas apresentavam melhorias com significância estatística no tempo de reação sensorial ( -0,021 ± 0,024 s ) ( p=0,001 ). Conclusões: Os treinos de futebol induzem uma ligeira hipermetropia. Após o treino os atletas apresentam uma melhoria em algumas capacidades visuais, como é o caso da flexibilidade acomodativa, do erro refrativo, nas forias horizontais e na estereopsia. A flexibilidade acomodativa é influenciada pela frequência cardíaca média, uma vez que com o aumento do valor da média de batimentos por minuto se denota uma diminuição nas diferenças existentes na flexibilidade acomodativa, comparando o pré e o pós-treino. Existe uma tendência para os atletas obterem melhorias em determinadas capacidades visuais após a realização do treino.
Purpose: To evaluate the affectedness of fatigue in the visual system of athletes. Check the existence of considerable differences in visual abilities of athletes before and after the training session. Characterize the visual system of football players by reaction time, dominance, visual acuity, refractive error and binocular vision. Methods: Were evaluated 21 athletes, all football players, aged between 16 and 30 years ( mean 22,5 ± 3,9 years ). Was measured for all athletes visual acuity, objective refraction, with auto-refractometer keratometer (AR) Prestige ORK ( DongYang Optics Co., Ltd Korea ), phorias ( Maddox Wing ) and accommodative flexibility ( flippers ± 2,00 D ) for near vision, stereopsis ( Titmus Sterero Test ) and reaction time ( sport vision reaction time app for iPad ). Results: It was found that there were improvements after training in visual acuity, both monocular and binocular ( OD: p=0,001, OE: p=0,012 and AO: p=0,029 ), a tendency slightly hyperopic ( equivalent spherical - M) ( 0,51 ± 0,39 D ) ( p<0,001 ). In binocular vision, also comparing the before and after-training, athletes tended to have orthophoria in horizontal phorias for near vision ( 0,6 ± 0,9 Δ ) ( p=0,011 ), improvement in the number of cycles of accommodative flexibility in near vision ( 1,4 ± 1,7 cpm ) ( p=0,001 ) and even better results in the values of stereopsis ( - 14,0 ± 36,5 arcsec ) ( p=0,030 ). Regarding reaction time, were only found statistically significant improvements in sensory reaction time ( -0,0,21 ± 0,024 s ) ( p=0,001 ). Conclusions: The soccer training induce slight hyperopia. After training athletes show improvement in some visual capabilities, as is the case of accommodative flexibility, refractive error, horizontal phorias and stereopsis. The accommodative flexibility is influenced by the average heart rate, since with the increase of the mean value of beats per minute is denoted a decrease in the accommodative flexibility differences by comparing pre and post-training session. There is a tendency for athletes achieve improvement in certain visual skills after the training.
TipomasterThesis
DescriçãoDissertação de mestrado em Optometria Avançada
URIhttp://hdl.handle.net/1822/27920
AcessoopenAccess
Aparece nas coleções:BUM - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Afetação do Cansaço nas Capacidades Visuais dos Atletas.pdf1,18 MBAdobe PDFVer/Abrir

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis