Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/24124

TitleA competência de comunicação oral no processo de ensino e aprendizagem das línguas portuguesa e espanhola
Author(s)Bastos, Eduardo Joel Ferreira
Advisor(s)Dionísio, Maria de Lourdes da Trindade
Dono López, Pedro
Issue date19-Feb-2013
Abstract(s)A competência de comunicação oral não se resume simplesmente a saber falar, mas sim a transmitir oralmente uma informação de forma correta. Para isso é necessário, por parte de quem fala (locutor), que a sua mensagem seja transmitida de forma objetiva, clara e concisa para que quem ouve (interlocutor) não seja induzido em erro. A competência oral acaba por ser esquecida em contexto sala de aula, pois é dada como adquirida pela maior parte dos docentes. Neste relatório defende-se o desenvolvimento desta competência dada a sua importância para que no futuro os alunos sejam capazes de produzir uma exposição oral na língua materna e que desenvolvam a oralidade na língua estrangeira, de forma a produzir oralmente um discurso coeso e coerente enquanto cidadãos do mundo. Cabe então ao professor enfatizar este tipo de desenvolvimento criando estratégias de aprendizagem que visem a transferência de saberes. O professor acaba assim por não ser um mero detentor do saber mas sim um orientador e dinamizador. Este trabalho deve ser feito através da produção de materiais didáticos adequados ao perfil dos alunos e ao contexto em que estes se inserem, de forma a facilitar a sua aprendizagem. No presente relatório descreve-se o que foi feito em torno do desenvolvimento da competência de comunicação oral durante o ano de estágio pedagógico supervisionado, mostrando quais as estratégias e atividades realizadas para o treino desta competência nas aulas de Português, língua materna, e nas de Espanhol, língua estrangeira.
La competencia de comunicación oral no se limita simplemente a saber hablar, sino a transmitir una información oral de forma correcta. Esto requiere por parte del hablante (locutor) que su mensaje sea transmitido de forma objetiva, clara y concisa para que quién oye (interlocutor), no sea inducido a error. A menudo, la competencia oral se olvida en el contexto del aula, ya que la mayoría la dan por adquirida. Este tesina argumenta que el desarrollo de esta competencia es importante para que en el futuro los alumnos sean capaces de hacer una exposición oral en la lengua materna y para que se expresen mejor en lengua extranjera. Es decir, para que puedan producir oralmente un discurso cohesivo y coherente. Al profesor le corresponde dar valor a esta competencia creando estrategias de aprendizaje cuya finalidad sea la transferencia de conocimiento. El profesor es un facilitador y un orientador y no un recipiente de conocimiento. Este es un trabajo que debe realizar se mediante la producción de materiales didácticos adecuados al perfil del alumnado y al contexto al que estos pertenecen para facilitar su aprendizaje. En este trabajo se describe las actividades realizadas en torno al desarrollo de la competencia comunicativa oral durante la práctica docente supervisada. Presentamos diversas estrategias y actividades realizadas para una mejor formación en esta competencia en las clases de Portugués lengua materna, y de Español lengua extranjera.
TypeMaster thesis
DescriptionRelatório de estágio de mestrado em Ensino de Português no 3º ciclo do Ensino Básico e Ensino Secundário e de Espanhol nos Ensinos Básico e Secundário
URIhttp://hdl.handle.net/1822/24124
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Eduardo Joel Ferreira Bastos.pdf1,82 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID