Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/21855

TitleComportamento experimental de ligações estruturais madeira-alvenaria
Author(s)Moreira, Susana Maria Trindade
Ramos, Luís F.
Oliveira, Daniel V.
Mateus, Luís
Lourenço, Paulo B.
Pinto, Tiago
KeywordsLigações
Ensaios cíclicos
Reforço
Madeira
Alvenaria
Issue dateDec-2012
Abstract(s)Na sequência de vários sismos ocorridos recentemente – L’Aquila 2009 e Christchurch 2011 – e de estudos desenvolvidos nos últimos anos, o reconhecimento da importância de ligações entre elementos estruturais tem vindo a crescer, e tem-se demonstrado que estas são um ponto crítico no comportamento global da estrutura. Ligações apropriadas, piso-parede e parede-parede, contribuem para a mobilização da resposta combinada de ambos os elementos estruturais, em detrimento da formação de mecanismos locais de dano para fora do plano. A escassez de dados, quer a nível experimental, quer numérico, introduz a necessidade concreta de caracterizar a sua resposta a ações sísmicas e compreender o seu impacto no comportamento global da estrutura. Desta forma, foi realizada uma série de ensaios de arrancamento quase-estáticos, monotónicos e cíclicos, em ligações pavimento de madeira-parede de alvenaria (piso-parede) e frontal-parede de alvenaria (frontal-parede). Devido à variedade de ligações existentes, foram reproduzidas em laboratório as ligações estruturais mais desfavoráveis, semelhantes às encontradas em edifícios de alvenaria construídos após o terramoto de 1755, em Lisboa. Dos 15 ensaios de arrancamento realizados até à data, 8 são relativos a ligações piso-parede e 7 relativos a ligações frontal-parede. Nos ensaios de arrancamento de piso-parede foram considerados provetes não-reforçados e reforçados, sendo o reforço composto por uma cantoneira fixa à viga de pavimento e ancorada à parede através de uma solução atirantada. Para a ligação frontal-parede, o reforço aplicado consiste numa placa Gusset a estabelecer a ligação entre o frontal e o sistema de mangas injetadas na parede de alvenaria. Esta exaustiva campanha experimental permitiu caracterizar modos de rotura, forças máximas de arrancamento, comportamento histerético, degradação de resistência e energia total dissipada. Com base nesta informação, é possível estabelecer critérios de apoio ao dimensionamento de reforço de ligações à ação sísmica, explorar pormenores de execução em obra e criar condições para desenvolvimento futuro de modelos numéricos capazes de descrever os fenómenos observados experimentalmente.
TypeConference paper
URIhttp://hdl.handle.net/1822/21855
Peer-Reviewedyes
AccessRestricted access (UMinho)
Appears in Collections:ISISE - Comunicações a Conferências Nacionais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012.Artigo - Construcao 2012_v2.pdf
  Restricted access
1,69 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy!

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID