Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/18419

TítuloAvaliação da distorção luminosa em condições de baixa iluminação com a idade
Autor(es)Penas, Teresa Sofia Pereira da Costa Nunes
Orientador(es)González-Méijome, José Manuel
Jorge, Jorge
Palavras-chaveDistorção luminosa
Idade
Catarata
Halo
Distúrbios de visão noturna
Light distortion
Age
Cataract
Halo
Night vision disturbances
Data2011
Resumo(s)A presença de reflexos, a degradação da imagem e a perda de sensibilidade ao contraste, podem ser considerados distúrbios de visão noturna, que podem ocorrer em pacientes que, por outro lado, possuem uma excelente visão durante o dia. No entanto, a distorção luminosa torna-se mais significativa se existirem fatores como uma ametropia não corrigida, presença de patologias no segmento anterior ou posterior, tratamentos refrativos corneais ou intraoculares, ou alterações que limitam a transparência dos meios oculares. Neste sentido, estudos realizados acerca da distorção luminosa relacionaram alguns fatores de risco, mas desconhece-se o efeito da idade nestas variáveis. Deste modo, a presente tese foi proposta com a finalidade de conhecer como a distorção luminosa em condições de baixa iluminação varia com a idade, quando avaliada mediante um inquérito que permite a avaliação da qualidade de visão, desenvolvido por McAlinden et al (2010), e um dispositivo experimental para a sua medição desenvolvido no Laboratório de Investigação em Optometria Clínica e Experimental (CEORLab) do Centro de Física da Universidade do Minho. Assim, foram avaliados 204 olhos de 102 pacientes de diferentes faixas etárias, aos quais se realizaram para além dos testes de qualidade de visão mediante um inquérito e a medição da DL, a medição da acuidade visual de alto e baixo contraste, a FSC e na presença de catarata a qual foi classificada a partir da escala LOCS III. Todos estes procedimentos foram realizados com o paciente corrigido para a melhor acuidade visual de longe. Os principais resultados obtidos permitem afirmar que distorção luminosa, em condições de baixa iluminação, aumenta com a idade, sendo estatisticamente superior para os indivíduos com mais de 54 anos. Verificou-se também que a catarata é um dos fatores responsáveis pelo aumento da distorção luminosa e que grau desta distorção aumenta consoante o aumento do grau de catarata. Por fim, verificou-se que não existe uma relação significativa entre as queixas subjetivas do paciente apresentadas pelo questionário e o valor de distorção luminosa, e desse modo o dispositivo experimental usado permitiu mostrar a existência destes distúrbios mesmo quando o paciente ainda não apresenta queixas subjetivas.
The presence of reflexes, image degradation and loss of contrast sensitivity, may be considered disturbances of night vision, which may occur in patients who, on the other hand, have excellent vision during the day. However, the light distortion becomes more significant if there are factors such as uncorrected refractive error, presence of disease in the anterior or posterior segment, intraocular or corneal refractive treatments, or changes that limit the transparency of ocular media. In this sense, studies on the light distortion related some risk factors (refractive surgery), but it is unknown the effect of age on these variables. Thus, this theory was proposed in order to know how the light distortion in low light conditions varies with age, as measured by a survey that allows the assessment of quality of vision, developed by McAlinden et al (2010), and an experimental device for measuring developed at the Laboratory for Research in Clinical & Experimental Optometry (CEORLab) Center for Physics, University of Minho. So, we evaluated 102 patients of different age groups, those who were held in addition to the tests of quality of vision through a distortion survey and measurement of light, the measurement of AV high and low contrast, the FSC and the presence of cataracts was classified from the LOCS III scale. All procedures were performed with the patient fixed to the best AV out. The main results have revealed that light distortion in low light conditions, increases with age and was statistically higher for patients over 54 years. It was also found that cataract is one of the factors responsible for increased light distortion and degree of distortion increases with increasing the degree of cataract. Finally, it was found that there isn't a significant relation between the patient's subjective complaints presented by the questionnaire and the amount of distortion in light of the experimental apparatus so that the experimental device used allowed showing the existence of these disturbances even when the patient still has no subjective complaints.
TipomasterThesis
DescriçãoDissertação de mestrado em Optometria Avançada
URIhttp://hdl.handle.net/1822/18419
AcessorestrictedAccess
Aparece nas coleções:BUM - Dissertações de Mestrado
CDF - OCV - Dissertações de Mestrado/Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Teresa Sofia Pereira da Costa Nunes Penas.pdf3,21 MBAdobe PDFVer/Abrir  Solicitar cópia ao autor!

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis