Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/11621

TítuloRacionamento dos cuidados de saúde : problemática inerente
Autor(es)Pinho, Micaela Moreira
Palavras-chaveRecursos financeiros em Saúde
Prioridades em saúde
Sistemas de saúde
Planejamento em saúde
DataMar-2008
RevistaCadernos de Saúde Pública
Citação"Cadernos de Saúde Pública". ISSN 0102-311X. 24:3 (Mar. 2008) 690-695.
Resumo(s)A escassez de recursos que caracteriza os sistemas de saúde obriga a tomada de decisões de priorização que se traduzem em escolhas entre programas/serviços alternativos e/ou entre pacientes ou grupos de pacientes. Na ausência de mecanismo de preços, o estabelecimento de prioridades consagra uma forma de afetação dos escassos recursos no mercado dos cuidados de saúde, traduzido em racionamento. Tradicionalmente, nos sistemas de saúde públicos as decisões de afetação dos recursos têm sido tomadas de forma discricionária, sobretudo pelos médicos. Contudo, a crescente limitação dos recursos, associada a um aumento das expectativas por parte dos doentes, apela a formas mais explícitas de racionamento legitimadas socialmente. Internacionalmente, o desenvolvimento de processos explícitos de priorização tem-se revelado difícil e controverso.
Tipoarticle
URIhttp://hdl.handle.net/1822/11621
ISSN0102-311X
Arbitragem científicayes
AcessorestrictedAccess
Aparece nas coleções:NIMA - Artigos/Papers

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Cadernos de Saúde Pública..pdfArtigos/Papers79,89 kBAdobe PDFVer/Abrir  Solicitar cópia ao autor!

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis