Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/11120

TítuloOntologia STAP: um vocabulário de termos de metadados
Autor(es)Catarino, Maria Elisabete
Baptista, Ana Alice
Palavras-chaveOntologia STAP
Metadados
Dublin Core
Folksonomia
STAP ontology
Metadata
Folksonomy
Social tagging
Web Semântica
Data2010
CitaçãoCATARINO, Maria Elisabete; BAPTISTA, Ana Alice – Ontologia stap: um vocabulário de termos de metadados. In ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO (ENANCIB), 11, Rio de Janeiro, Brasil, 2010 – “Inovação e inclusão social : questões contemporâneas da informação : actas” [Em linha]. [S.l. : s.n., 2010]. [Consult. 23 Nov. 2010]. Disponível em http://congresso.ibict.br/index.php/enancib/xienancib/paper/view/213.
Resumo(s)Este artigo tem o objetivo de apresentar a Ontologia STAP, desenvolvida como parte de uma pesquisa de doutorado que identificou novos elementos de metadados oriundos das folksonomias como contributo para a descrição de recursos em repositórios. A motivação da pesquisa foi a Web Semântica, que é a base para a estruturação e a interoperabilidade dos recursos na Web. Para tanto o Word Wide Web Consortium (W3C) propõe normas e padrões para a criação de repositórios, construção de vocabulários e definição de regras para gestão de dados. Dentre as várias camadas da Arquitetura da Web Semântica a de Ontologias é a que suporta a evolução de vocabulários que podem definir relações entre diferentes conceitos. A ontologia desenvolvida é composta pelo vocabulário dos termos de metadados do Dublin Core (DC) mais os metadados oriundos das folksonomias. DC é um conjunto de metadados para a descrição de recursos da Web e é adotado nos repositórios para o compartilhamento de dados através do protocolo OAI-PMH. Folksonomia é o resultado da atribuição livre e pessoal de etiquetas (tagging), pelos próprios usuários, às informações ou objetos, visando à sua recuperação. Pressupõe-se que a folksonomia permite uma nova forma de organização de recursos da Web e que, naturalmente, poderá também ser adotada pelos repositórios. As etiquetas podem ser relacionadas com propriedades dos metadados DC e outras propriedades complementares, enriquecendo, assim, a organização dos recursos sem comprometer a interoperabilidade dos seus metadados. Como metodologia foi usada a abordagem sistemática proposta por Guizzardi (2000) compreendendo a Identificação dos Propósitos e Especificação de Requisitos, Captura, Formalização, Integração, Avaliação e Documentação da Ontologia. A partir desta abordagem foi construída uma ontologia genérica com o propósito de compartilhar os termos de metadados através de um único esquema RDF, formada por 138 termos DCMI mais os termos do perfil de aplicação STAP.
This paper aims to present the STAP Ontology, developed as part of a doctoral research that has identified new elements of metadata from folksonomies as a contribution to the description of repository resources. The motivation of the research was the Semantic Web, which is the basis for structuring and interoperability of resources on the Web. The Word Wide Web Consortium (W3C) proposes standards for the creation of repositories, building of vocabularies and formulation of rules for data management. In the Semantic Web Architecture, the layer Ontology is related with the construct of vocabularies that can define relationships between different concepts. The ontology developed is composed of the vocabulary of metadata terms of the Dublin Core (De) and the folksonomy terms. DC is one set of metadata for describing Web resources and is adopted in the repositories for sharing data via the OAI-PMH. Folksonomy is the result of personal free tagging of information and objects (anything with an URL) for one's own retrieval. Folksonomy allows a new form of organization of Web resources and may be adopted by repositories. Tags may be related to properties of DC metadata and other additional properties, enriching thus the organization of resources without compromising .lhe interoperability of metadata. The Methodology used was the systematic approach proposed by Guizzardi (2000): Identification of the Purposes and Requirements Specification, Capture, Formalization, Integration, Evaluation and Documentation Ontology. From this approach we constructed an ontology which aims at sharing metadata terms through a single RDF schema, consisting of 138 DCMI terms and the terms of the STAP.
TipoconferencePaper
URIhttp://hdl.handle.net/1822/11120
ISSN2177-3688
Arbitragem científicayes
AcessoopenAccess
Aparece nas coleções:DSI - Sociedade da Informação

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
213-1742-1-PB.pdfÚnico documento186,67 kBAdobe PDFVer/Abrir

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis