Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/10782

TitleRevestimentos biológicos em pedras graníticas do património construído : ocorrência, limpeza e prevenção
Author(s)Coutinho, Daniela Sofia da Silva Fernandes
Advisor(s)Ferreira, Rui Miguel
Alves, C. A. Simões
Issue date28-Oct-2009
Abstract(s)A pedra é um material de construção muito usado nas construções antigas e recentes. A sua conservação suscita desde sempre um grande interesse devido à complexidade e ao desconhecimento de determinados fenómenos a que está sujeita. Num tempo de grande preocupação com a reabilitação, o desfiguramento dos edifícios e monumentos em pedra por crescimentos biológicos ganha maior protagonismo. Nesta perspectiva surge a necessidade de investigar as causas do crescimento biológico em substratos de pedra e as intervenções que devem ser tomadas de modo a eliminar e prevenir esta patologia nos edifícios. No presente trabalho apresentam-se estudos de padrões de colonização biológica em obras recentes das cidades de Braga, Guimarães e Vigo, permitindo uma avaliação da importância da heterogeneidade das construções. Foram estudados revestimentos biológicos que podiam incluir microrganismos (como algas e fungos), líquenes e musgos (não foram consideradas plantas vasculares nem animais). No âmbito da tentativa de contribuir para a discussão das opções de intervenção foram, também, realizados ensaios de campo de limpeza e prevenção de pedras graníticas na Capela da Ascensão – Bom Jesus do Monte, Braga, comparando a simples limpeza mecânica com tratamentos químicos. Na manutenção dos edifícios é necessário avaliar a viabilidade económica de intervenções técnicas, avaliando os custos dos possíveis tratamentos. Com base nos ensaios de campo tentou-se construir um modelo de avaliação de custos das diferentes opções interventivas consideradas. Nas obras recentes estudadas, os revestimentos biológicos são o principal tipo de patologia da pedra e aquele que, em condições habituais, mais rapidamente se desenvolve. As observações realizadas permitem discutir algumas tendências de ocorrência destes revestimentos biológicos, nomeadamente em termos de possíveis relações com opções construtivas, de forma a ponderar potenciais implicações em termos de projecto de obra, assim como em termos de possíveis estratégias de remoção e prevenção destes revestimentos que podem ser relevantes para intervenções de restauro e conservação.
Stone is a material widely used in old buildings and recent buildings. Its conservation has always raised a great interest due to the complexity and lack of knowledge regarding the phenomena that affect these materials. In a time of great concern for rehabilitation, the defacement of buildings and monuments in stone by biological growths acquires a greater conspicuousness. In this connection arises the need to investigate the causes of biological growth on stone substrates of stone, and the measures that must be undertaken to eliminate and prevent this disease in the buildings. In this work is present a study of patterns of biological colonization in recent works of the cities of Braga, Guimaraes and Vigo, allowing an assessment of the importance of heterogeneity of the buildings. We studied biological coatings that could include micro-organisms (such as algae and fungi), lichens and mosses (vascular plants and animals were not considered). As part of an attempt to contribute to the discussion of intervention options were also conducted field trials of cleaning and prevention treatment on granite stones of the Chapel of the Ascension - Bom Jesus do Monte, Braga, comparing the simple mechanical cleaning with chemical treatments (in addition to mechanical cleaning). Regarding the maintenance of buildings, it is necessary to assess the economic viability of technical interventions, evaluating the costs of possible treatments. Based on the field tests an attempt was made to build a model for assessing the cost of the different intervention procedures that were considered. In the recent architectural works studied, biological coatings are the main decay features affecting the stones and the one that, under normal working conditions, develops faster. The observations collected allow the discussion of some trends regarding the ocorrencein prevalence of organic biological coatings, particularly in terms of possible relationships with constructive options, in order to consider potential implications for construction projects, as well as for possible strategies of prevention and cleaning of these coatings that may be relevant to interventions of restoration and conservation.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado em Engenharia Civil (área de especialização em Materiais, Reabilitação e Sustentabilidade da Construção)
URIhttp://hdl.handle.net/1822/10782
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado
CEC-MAT - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_Daniela_2009.pdf35,84 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID