Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/9297

TitleConcepções de professores sobre Educação Ambiental : identificação de dimensões “ecocêntrica”, antropocênctrica” e “sentimental”
Author(s)Tracana, Rosa Branca
Ferreira, Maria Eduarda
Carvalho, Graça Simões de
KeywordsEducação Ambiental
Professores
Issue dateMay-2009
PublisherUniversidade dos Açores
Universidade do Minho
CitationPEREIRA, Beatriz [et at.], coord. – “Actas do Vº Seminário Internacional [e do] IIº Ibero Americano de Educação Física, Lazer, Ponta Delgada, Açores, 2009” [CD-ROM]. [Ponta Delgada : Universidade dos Açores, 2009].
Abstract(s)O projecto europeu FP6 Biohead-Citizen “Biology Health and Environmental education for better citizenship” (STREP, CIT2-CT2004-506015, Carvalho et al. 2004) é constituído por 19 países e tem como um dos principais objectivos analisar as eventuais diferenças entre as concepções de professores e futuros professores no que diz respeito à educação ambiental, associando com parâmetros controlados como a formação académica, a religião, o ponto de vista político e o contexto sociocultural. No presente estudo analisámos a amostra portuguesa constituída por 6 grupos de professores e futuros professores: professores em exercício (In-P) do 1º ciclo do ensino básico e futuros professores (Pre-P, ainda alunos universitários finalistas); professores e futuros professores de Biologia do 3º ciclo do ensino básico e do ensino secundário (In-B e Pre-B), e de Língua nacional (In-L e Pre-L). A análise estatística multivariada (ACM) e a análise de componente principal (ACP) permitiram identificar três grupos de respostas às questões: a concepção “sentimentocêntrica”, a concepção “ecocêntrica” (ou de preservação) e a concepção antropocêntrica (ou de utilização). No que diz respeito às questões sobre “sentimentos” os professores apresentam-se equitativamente distribuídos nas respostas “Concordo” e “Discordo”, no entanto eles concordam mais com a preservação do que com a utilização, o que demonstra que têm uma atitude mais “ecocêntrica” do que “antropocêntrica”. A análise between group mostrou que os professores de Língua Portuguesa tendem a estar mais próximos da “utilização” do que os professores e futuros professores de Biologia e do 1º ciclo, que têm uma posição mais próxima da “preservação”. A comparação com outros países do projecto Biohead-Citizen pode vir a trazer interessantes pistas para se encontrarem aspectos sociais, económico e/ou religiosos que possam influenciar as perspectivas dos professores sobre a preservação-utilização do ambiente.
TypeConference paper
URIhttps://hdl.handle.net/1822/9297
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:CIEC - Textos em atas
DCILM - Livros de Actas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EdFLazSaude_Tracana.pdfArtigo268,39 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID