Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/8162

TitleCotidiano, expressões culturais e trajectórias de vida : uma investigação participativa com crianças em situação de rua
Author(s)Santana, Juliana Prates
Advisor(s)Sarmento, Manuel Jacinto
KeywordsCrianças em situação de rua
Culturas da infância
Metodologias participativas
Trajetórias de vida
Children in street situations
Childhood cultures
Participatory methodologies
Life trajectories
Issue date12-May-2008
Abstract(s)A tese Cotidiano, Expressões Culturais e Trajetórias de Vida: Uma investigação participativa com crianças em situação de rua – objetiva investigar o cotidiano das crianças inseridas em uma instituição pública destinada ao atendimento de crianças em situação de rua, suas produções culturais e suas trajetórias de vida. A investigação parte do pressuposto de que as crianças são atores sociais e que devem, por isso, ser inseridas no processo de produção do conhecimento sobre si mesmas. Nesse sentido a tese se constrói a partir da conjugação de vários pontos de partida: utiliza como base teórica os contributos da Sociologia da Infância, área de conhecimento que busca conhecer as crianças a partir do seu próprio campo; recorre às metodologias participativas e às orientações etnográficas como forma de aceder aos discursos das crianças; e considera as produções culturais das crianças como fonte principal de informações sobre elas próprias e seus mundos de vida. Com o intuito de alcançar o objetivo proposto foram realizadas observações de orientação etnográfica, sendo as crianças convidadas a se integrarem ao projeto, a partir de metodologias participativas, que permitiram a utilização de diversas formas de linguagem e expressão, como o cinema, as fotografias, a música e a dança. Além disso, foram realizadas entrevistas individuais, discussões em grupo e consultas aos relatórios produzidos pelos técnicos da instituição acerca de cada criança. A tese demonstra que há uma tensão entre as identidades singulares das crianças e os constrangimentos impostos pela realidade social em que vivem. “Criança em situação de rua” não é uma identidade mas é uma condição. As crianças se revelam como atores sociais, como produtoras culturais, seres racionais e afetivos, como todas as crianças, vivendo, no entanto, condições particulares de exclusão. Resgatar a infância dessas crianças contra estereótipos e preconceitos – inclusive o que é induzido pela própria pesquisa – constitui-se como resultado central dessa tese, com implicações nos planos teóricos, metodológicos, políticos e da intervenção social.
The thesis Everyday Life, Cultural Expressions and Life Trajectories: A participatory research with children in street situations aims at investigating the daily life of children living in a public institution of assistance to children in street situations, their cultural productions, and life trajectories. The research presupposes that children are social actors and that they should, therefore, be included in the process of production of knowledge about themselves. In that sense, the thesis is based on the convergence of several starting points: it uses the contributions of Sociology of Childhood as a theoretical basis, considering it is an area of knowledge that seeks to know children through its own field; it utilizes participatory methodologies and ethnographic guidelines as a way to access children’s voices; and it considers children's cultural productions as the main source of information about themselves and their worlds. In order to reach its objective, observations of ethnographic character were conducted, being the children invited to integrate the project, through participatory methodologies that allowed the use of diverse forms of language and expression, such as cinema, photography, music and dance. Besides, individual interviews and group debates were conducted, and reports written by the technicians of the institution concerning each child were analyzed. The thesis demonstrates that there is a tension between children’s singular identities and the constraints imposed by the social reality they live in. “Child in street situations” is not an identity but a condition. Children reveal themselves to be social actors, cultural producers, rational and affective beings, like all children, although they are living in particular conditions of exclusion. Recovering the childhood of these children against stereotypes and biases – including the ones provoked by this research – is the central result of this thesis, with implications for theoretical, methodological, political and social intervention issues.
TypeDoctoral thesis
DescriptionTese de Doutoramento em Estudos da Criança - área de Especialização em Sociologia da Infância
URIhttp://hdl.handle.net/1822/8162
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese Versão Final.pdf1,77 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID