Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/8130

Título“Marcas de oleiro” em terra sigillata da Praça da Figueira (Lisboa) : contribuição para o conhecimento da economia de Olisipo (séc. I a.C. - séc. II d.C.)
AutorSilva, Rodrigo de Araújo Martins Banha da
OrientadorFabião, Carlos
Data18-Nov-2005
ResumoA terra sigillata corresponde a uma “família” ceramológica que se define em função de critérios tecnológicos e também históricos, difundida desde a época helenística e até à alta-medievalidade. Alguns dos fabricos ostentam marcas impressas executadas no âmbito das oficinas, denominadas comummente por “marcas de oleiro”, encerrando informação qualificada em termos cronológicos e de definição de proveniência dos respectivos vasos. O conjunto de impressões estudadas no âmbito deste trabalho foi recolhido durante várias campanhas de intervenção arqueológica na Praça da Figueira (Lisboa), em 1961-1962 e 1999-2001, onde foram reveladas diversas fases construtivas do período imperial romano, cuja caracterização é importante para o conhecimento da dinâmica do urbanismo de uma zona periférica da antiga Olisipo (Lisboa). Procurou-se, neste sentido, aprofundar o estudo dos contextos estratigráficos que revelaram “marcas de oleiro” em terra sigillata, articulando a informação proporcionada por outros materiais com as cronologias aferidas para as marcas, tendo-se conseguido datar, com segurança, o momento inicial de ocupação do espaço com intervenção urbanística em época romana, situado no principado de Tibério, e os momentos mais antigos de instalação no local da Necrópole Noroeste de Olisipo, situados dentro da década de 60 do século I d.C. As “marcas de oleiro” foram estudadas também nos vários aspectos que respeitam à economia da cidade romana. Apesar da exiguidade da amostragem, o estudo dos fabricos itálicos representados permitiram colocar a hipótese de uma ligação da cidade às redes do comércio institucional em funcionamento nas três primeiras décadas d.C.; foi definido, também um quadro de aprovisionamento de grande complexidade, muito parcelado quanto às olarias fornecedoras; os centros produtores que abasteceram a cidade ao longo do século I d.C. e até meados do séc. II d.C., mesmo quando em posição dominante, tiveram que competir com as produções com outras origens, fenómeno que se constatou ter-se acentuado a partir dos anos 60 d.C. prolongado até ao final do período considerado.
Terra sigillata (samian ware) is a pottery class defined by technological and historical criteria, in use from the Hellenistic age until the beginning of the Medieval Age. Some of the production wares bare a stamped mark, made during production process in the pottery, which provides qualified data related to chronology and origin. The assemblage of potter´s stamps studied was collected in several archaeological excavations carried out in Praça da Figueira (Lisbon), in 1961-2 and in 1999-2001, which revealed several building phases of the roman imperial period. Its characterization is important for the understanding of this peripherical area of the roman town of Olisipo. Therefore, statigraphical units revealing potter’s stamps were studied, and pottery assemblages were analysed in relation to the chronological definition revealed by the stamps. This study revealed that was under the reign of Tiberius that occurred the first urbanisation of the area, and after, a second phase occured, of burial use, which begun somewhere in the 60s of the 1st century A.D. Nevertheless, potter´s stamps were studied in an economical history perspective. Although scarce, the sample of Italic productions allowed the hypothesis of a connection of Olisipo to the network of “institutional” commerce during the three first decades of the Ist century A.D. The overall commerce evidence was complex and parcelized regarding pottery producers wich supplied the town. Production centres, even dominated the supply, had to face competition from different pottery sources of origin, an increased phenomena after ´60 A.D. and until middle IInd century A.D.
TipomasterThesis
DescriçãoDissertação de Mestrado em Arqueologia - Arqueologia Urbana
URIhttp://hdl.handle.net/1822/8130
AcessoopenAccess
Aparece nas coleções:BUM - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
3_rosto.pdf8,62 kBAdobe PDFVer/Abrir
5_Dissertação.pdf4,65 MBAdobe PDFVer/Abrir
4_i_vi Agradecimentos & Indice Abreviaturas.pdf21,92 kBAdobe PDFVer/Abrir
6_ANEXOS.zip11,99 MBUnknownVer/Abrir
FIGURAS formato cdr.zip14,2 MBUnknownVer/Abrir
Resumo.pdf13,43 kBAdobe PDFVer/Abrir
Summary.pdf12,91 kBAdobe PDFVer/Abrir
1_Capa.pdf60,25 kBAdobe PDFVer/Abrir
2_contracapa.pdf17,53 kBAdobe PDFVer/Abrir

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis