Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/7644

TitleAtividade física no recreio escolar : estudo de intervenção em crianças do seis aos 12 anos
Other titlesActividade física no recreio escolar : estudo de intervenção em crianças do seis aos 12 anos
Physical activity in a school recess : intervention study with children aged 6 to 12 years
Author(s)Lopes, Luís Carlos Oliveira
Lopes, Vítor Pires
Pereira, Beatriz Oliveira
KeywordsAtividade física
Recreio escolar
Acelerometria
Physical activity
Accelerometry
School recess
Actividade física
Issue date2006
PublisherUniversidade de São Paulo. Escola de Educação Física e Esporte
JournalRevista Brasileira de Educação Física e Esporte
Citation"Revista Brasileira de Educação Física e Esporte". ISSN 1807-5509. 20:4 (2006) 271-280.
Abstract(s)O objetivo do presente trabalho foi analisar os efeitos de uma intervenção no recreio escolar nos níveis de atividade física em crianças de ambos os sexos, com idades entre os seis e os 12 anos, verificando diferenças entre gêneros e idades. A amostra foi constituída por 158 crianças com uma idade média de 7,8 ± 1,2 anos. A atividade física foi avaliada por acelerometria e o peso medido de forma objetiva. Os alunos foram avaliados em dois recreios distintos: 1) sem intervenção; 2) com intervenção. Em ambos os momentos, cada aluno foi avaliado durante os 30 minutos do recreio. Os resultados indicam que a intervenção resultou num aumento significativo de todos os valores percentuais médios da atividade física total (> 3 MET´s) em ambos os sexos e grupos etários. Este estudo permite-nos concluir que se estas crianças se beneficiaram com a intervenção no recreio escolar, poderá ser benéfica a sua implementação noutras escolas. O recreio escolar afigura-se como um espaço privilegiado de promoção de hábitos de atividade física nas crianças, não devendo por isso ser negligenciado.
This study analysis the effects of an intervention in a playground, in the physical activity level of children aged six to 12 years and explore differences between genders and age groups. The sample comprises 158 children ( = 7.81±1.17 years). Physical activity was accessed by accelerometry and weight was objectively measured. The children were evaluated in two different moments: 1) with an “empty” playground (before intervention); 2) with an “improved” playground (after intervention - with introduction of materials). On both moments which subject was accessed during the 30 minutes of the school recess. The results showed that the intervention in the playground resulted in a significant increase in the physical activity level (> 3 MET´s) in both sex and age groups. This study allow us to take the following conclusions: the children who took part in this research benefited from the playground intervention, what makes us believe that its implementation in other schools would be worthwhile; school recess seems to be a privileged space to promote physical activity in young children that can’t be neglected.
TypeArticle
URIhttp://hdl.handle.net/1822/7644
ISSN1807-5509
Publisher versionhttp://www.usp.br/eef/rbefe/vol20_n4/5_v20_n4_p271.pdf
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:DEAEF - Artigos (Papers)


Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID