Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/62928

TitleA narrativa da excelência na escola e no trabalho: Ilusões e paradoxos da cultura meritocrática
Author(s)Torres, Leonor Lima
KeywordsExcelência escolar
meritocracia
educação e trabalho
Issue dateDec-2019
PublisherFundação Manuel Leão
CitationTorres, Leonor L. (2019). A narrativa da excelência na escola e no trabalho: Ilusões e paradoxos da cultura méritocrática. In A. J. Afonso & J. A. Palhares (Orgs.). Entre a escola e a vida. A condição de jovem para além do ofício de aluno (pp. 49-72). Vila Nova de Gaia: Fundação Manuel Leão.
Abstract(s)Embalada pelas recentes mutações operadas aos níveis macro-económico e educativo, a escola pública portuguesa tem vindo progressivamente a incorporar um ideário meritocrático focado na produção de resultados e na celebração da excelência como ritual de distinção. Embora a instituição Escola não se tenha desvinculado da sua matriz democratizadora, denota-se, contudo, uma certa subordinação dos processos de escolarização às lógicas de promoção do desempenho académico. Esta comunicação visa debater criticamente os sentidos da agenda meritocrática na esfera educativa e sua relação com o mundo do trabalho. Num primeiro momento, apresenta-se uma sinopse da evolução da relação educação-trabalho nas últimas quatro décadas, destacando as mutações ocorridas ao nível dos mandatos da escola pública e do acesso dos jovens ao mercado de trabalho. Focando com mais profundidade a última década, marcada pela expansão da cultura meritocrática, avança-se, num segundo momento, para uma abordagem crítica das conceções de excelência valorizadas no universo escolar e no mundo do trabalho. Do ponto de vista metodológico, recorre-se a dados de natureza quantitativa (método extensivo, focado na análise dos rituais de distinção implementados na escola pública) e qualitativa (método intensivo, baseado em quatro estudos de caso) recolhidos no âmbito de um projeto PTDC/IVC-PEC/4942/2012 - Entre Mais e Melhor escola: a excelência académica na escola pública portuguesa. Os resultados revelam que a excelência se tornou num importante referencial na vida das instituições contemporâneas, sendo possível sinalizar os seus efeitos nos modos de regulação da educação e do trabalho. Por outro lado, constata-se que o modelo de excelência induzido pela cultura escolar assenta em valores e disposições nem sempre conciliáveis com o modelo de excelência requerido pelas organizações de trabalho. A progressiva expansão de uma cultura da excelência baseada num único princípio de mérito, que assume configurações distintas na educação e no trabalho, tende a arrastar (novos) fenómenos de desigualdade e de exclusão, mesmo no interior de um círculo (de elites) que outrora estava imune a estes processos.
TypeBook part
URIhttp://hdl.handle.net/1822/62928
ISSN978-989-8151-56-8
Peer-Reviewedyes
AccessRestricted access (Author)
Appears in Collections:CIEd - Capítulos de Livros / Book chapters

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Cap. Leonor Torres.pdf
  Restricted access
356,22 kBAdobe PDFView/Open

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID