Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/61123

TitleFrom CIAM to Team Ten, between theory and practice: Fernando Távora and the international debate of modern architects
Other titlesDos CIAM ao Team Ten, entre a teoria e a prática: Fernando Távora e o debate internacional dos arquitectos modernos
Author(s)Fernandes, Eduardo
KeywordsFernando Távora
CIAM
Team X
Issue date2019
PublisherCirco de Ideias
CitationFernandes, Eduardo, "From CIAM to Team Ten, between theory and practice: Fernando Távora and the international debate of modern architects", in Team Ten Farwest, Porto, Circo de Ideias, 2019
Abstract(s)Após a entrega do seu CODA (em 1950), Fernando Távora esteve presente nos principais encontros de arquitetura promovidos a nível internacional, onde teve oportunidade de contactar com os principais nomes da comunidade arquitetónica mundial: participou no Congresso Internacional de Artistas promovido pela Unesco em Veneza (1952) e integrou as representações portuguesas presentes nos congressos CIAM de Hoddesdon (1951), Aix-en-Provence (1953), Dubrovnik (1956) e Otterlo (1959), onde apresentou os projetos da casa de Ofir e do Mercado de Vila da Feira; participou ainda no encontro de Royaumont, do Team Ten (1962). A participação nestes congressos foi especialmente marcante para Távora, porque aí pôde confirmar a pertinência da “terceira via” (teorizada a partir de meados da década de 40) que preconizava como alternativa ao nacionalismo e ao internacionalismo (as duas posições em confronto no Congresso de 1948, em Portugal). Em Hoddesdon, Aix-en-Provence e Dubrovnik assistiu à crescente contestação das doutrinas urbanísticas do CIAM IV (expressas na “Carta de Atenas”) e ao debate que levou as novas gerações a traçar novos caminhos, próximos daqueles que defendia. Coerentemente com a atitude da representação portuguesa (chefiada por Viana de Lima), Távora assumiu em Hoddesdon e Aix-en-Provence um papel de observador não-alinhado com nenhuma das tendências, o que lhe permitiu compreender melhor as “causas profundas” que separavam o Team Ten do “funcionalismo ortodoxo” ou da “revisão italiana” (Portas, 1961, 16). Depois, em Dubrovnick, Távora estava mais perto das ideias do “Coderch das casas catalãs”, do “Van Eyck rebelde e dos novos italianos”, do que das posições do Candilis das novas cidades” e do “Bakema da triunfante reconstrução” (Siza, 1987, 106). Este período de intensos contactos internacionais teve o seu apogeu em 1960, quando realizou (como bolseiro da fundação Gulbenkian) uma viagem aos Estados Unidos (onde visitou obras de Frank Lloyd Wright e Mies van der Rohe e conheceu Louis Kahn) e ao Japão, onde participou na World Design Conference. Todas estas experiências fizeram parte de um processo de procura e consolidação de um caminho próprio. Se muitos dos temas que marcaram os últimos congressos dos CIAM já estão presentes na produção teórica de Távora em 1945, é também evidente que estas ideias não tinham fácil aplicação prática na sua obra construída, até meados dos anos 50. Assim, podemos constatar que a participação nestes encontros coincidiu com importantes evoluções da sua arquitetura, no modo de aplicar esses princípios. Bibliografia: AGRASAR, Fernando (2002) “Entrevista a Fernando Távora” em ASOCIACIÓN PRIMEIRO ANDAR (coord.), Távora (catálogo da exposição sobre a sua obra), Guimarães, DAA / Museu Alberto Sampaio / asociación primeiro andar. PORTAS, Nuno (1961) “Fernando Távora: 12 anos de Actividade Profissional” (revista Arquitectura, Lisboa, nº 71. SIZA, Álvaro (1987) “Fernando Távora”. In Desenho de Arquitectura, Património da Escola Superior de Belas Artes do Porto e da Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto. Universidade do Porto. TÁVORA, Fernando (1986) “Conversaciones en Oporto / Fernando Távora” (entrevista de Javier Frechilla em revista Arquitectura, nº 261, 4 Madrid. TÁVORA, Fernando (2012). “Diário de ‘Bordo’” (fac-simile). Guimarães 2012, FMS, CA, FFT.
TypeConference paper
URIhttp://hdl.handle.net/1822/61123
ISBN978-989-54131-6-4
Peer-Reviewedno
AccessOpen access
Appears in Collections:EA - Comunicações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
publicacao_eduardo fernandes.pdf384,46 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID