Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/60707

TitlePerspetiva CTS no ensino da Física em Angola: um estudo com manuais escolares angolanos e professores da 10ª classe
Other titlesSTS perspective in the teaching of Physics in Angola: a study with angolan textbooks and teachers of 10th class
Author(s)Freitas, Daniel Alberto
Advisor(s)Afonso, Ana Sofia
KeywordsAngola
Manuais escolares
Perspetiva CTS
Professores
Termodinâmica
STS perspective
Teachers
Textbooks
Thermodynamics
Issue date2019
Abstract(s)A adoção da perspetiva CTS na educação em Física é fundamental para formar cidadãos responsáveis e participativos na sociedade. Embora a perspetiva CTS tenha surgido em países ocidentais, esta é relevante para a educação em ciências em Angola, tendo em conta a recente Lei que regula o sistema de Educação e Ensino (LBSEE). Ensinar Física segundo a perspetiva CTS exige a adoção de um paradigma construtivista, com utilização de metodologias e recursos didáticos, como o manual escolar, consistentes com um ensino interdisciplinar e contextualizado. A Termodinâmica é um dos temas da Física do ensino secundário angolano, 10.ª Classe, com potencialidades para ser abordado segundo a perspetiva CTS. Tal é uma tarefa exigente para o professor uma vez que os programas angolanos de Física (anteriores à LBSEE) não têm como referência esta perspetiva. Nesta investigação realizaram-se dois estudos complementares. Um estudo sobre a consistência de dois capítulos de “Termodinâmica” dos manuais escolares angolanos para a 10.ª Classe com a perspetiva CTS. Um outro estudo com professores de Física angolanos da 10.ª Classe, de modo a: a) averiguar as conceções destes sobre a perspetiva CTS; b) averiguar as conceções destes acerca do ensino da Física segundo uma perspetiva CTS; c) caraterizar as opiniões destes professores acerca do modo como os manuais escolares abordam a Física tendo como referência a perspetiva CTS. Efetuou-se uma análise de conteúdo dos capítulos “Termodinâmica” dos manuais escolares, apoiada por uma grelha de análise. No estudo com professores, aplicou-se um questionário a 61 professores de Física, familiarizados com a 10.ª Classe, da província do Huambo. Procedeu-se a uma análise de conteúdo dos dados, tendo-se formado categorias de resposta. Para cada categoria calcularam-se frequências de resposta. O estudo com manuais escolares mostra que o capítulo “Termodinâmica” não é consistente com a perspetiva CTS: as secções encontram-se organizadas por conteúdos académicos; os conteúdos CTS são pontualmente inseridos no texto do manual e enfatizam uma dimensão social, na qual as ciências e/ou a tecnologia influenciam positivamente a sociedade e não são propostas atividades com conteúdos CTS. O estudo com professores indica que estes: possuem ideias ingénuas acerca da perspetiva CTS, não são capazes de descrever abordagens da “Termodinâmica” consistentes com esta perspetiva, consideram que a apresentação de conteúdos CTS na sala de aula é importante, se dividem quanto à consistência dos manuais escolares com a perspetiva CTS e não analisam de modo apropriado um excerto de um manual escolar, tendo como referencia a perspetiva CTS.
Teaching Physics through a STS perspective is considered fundamental to educate responsible and participative citizens to our society. The STS perspective emerged in occidental countries but it is also relevant for science education in Angola, taking into account the recent Law that regulates the Educational and Teaching System (LBSEE). The STS perspective in the Teaching of Physics requires the acceptance of a constructivist paradigm and the use of approaches and resources (e.g. textbooks), that are consistent with an interdisciplinary and contextualizing teaching. Thermodynamics is one of the themes of the secondary Physics education in Angola, 10th Class, with potentialities to be taught within the STS perspective. This is a demanding task for teachers, since the Physics Syllabus is not consistent with the STS perspective, which is previous to the LBSEE. The research reported here is composed by two complementary studies. In one of the studies there is an analysis of the consistency of two chapters of thermodynamics of the textbooks (10th Class) with the STS perspective. The other study with 10th Class Physics Teachers aims at: a) identifying teachers’ conceptions about STS perspective, b) analysing their conceptions about Teaching Physics thought STS perspective, and c) characterizing their opinions about how textbooks approach physics with reference to the STS perspective. The thermodynamics chapters of the textbooks were content analysed and a grid of analysis was used to support the procedure. A questionnaire was used to collect data with 61 Physics teachers from Huambo, who were familiar with the 10th Class. Data was content analysed and categories were created. The number of teachers in each category was calculated. The study with textbooks shows that the chapters of thermodynamics are not consistent with the STS perspective: their sections are organized in academic contents, there are few STS contents, STS contents emphasise a social dimension, in which Science and technology are seen to have a positive influence in society, and activities with STS content are not proposed. The study with teachers shows that they hold naïve conceptions about STS perspective, they were unable to describe Physics approaches consistent with STS perspective, they believed that STS perspective is important, they were not consensual about the consistency of the textbooks with STS perspective, and they did not analyse an excerpt of a textbook adequately, having the STS perspective as a reference.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado em Ciências da Educação (área de especialização em Supervisão Pedagógica na Educação em Ciências)
URIhttp://hdl.handle.net/1822/60707
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado
EEG - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Daniel Alberto Freitas.pdf5,22 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID