Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/60071

TitleRole of laterodorsal tegmentum in motivation and reward
Other titlesPapel do núcleo tegmental dorsolateral na motivação e recompensa
Author(s)Coimbra, Bárbara Guimarães Salazar
Advisor(s)Rodrigues, Ana João Gomes
Sousa, Nuno
Issue date20-Dec-2018
Abstract(s)The reward circuit is mainly comprised by dopaminergic projections arising from the ventral tegmental area (VTA) to the nucleus accumbens (NAc), and has been shown to mediate different aspects of reward and reinforcement. Mesopontine neurons of the laterodorsal tegmentum (LDT) tightly modulate the activity of dopaminergic neurons of the VTA, controlling the release of dopamine in the NAc. Interestingly, a recent study has shown that the LDT also sends direct projections to the nucleus accumbens, suggesting both a direct and indirect role in modulating accumbal activity. In this thesis, we first show that prenatal glucocorticoid exposure (iuCG model) impacts the electrophysiological activity of the LDT-VTA circuit, culminating with a decrease in motivational drive. LDT basal activity was decreased in iuGC-exposed animals, and we observe a bidirectional effect in evoked activity: iuGC animals present a decrease in the magnitude of excitation and an increase in the magnitude of inhibition in the VTA after electrical stimulation of LDT. Importantly, optogenetic activation of LDT-VTA projections rescues this phenotype, suggesting that motivational levels are dependent on this circuit. In line with this, we further manipulated LDT-VTA circuit during multiple phases of reward using optogenetics. We showed that optical LDT-VTA stimulation is able to causally enhance choice preference for a laser-paired reward and induce intracranial selfstimulation. Next, we investigated the recently described LDT projections to the NAc. This region is comprised by two major populations of GABAergic medium spiny neurons (MSNs), canonically segregated into those expressing dopamine receptor D1 (D1-MSNs), and those expressing D2 (D2- MSNs). Using anatomical, electrophysiological and behavioural experiments, we confirmed the presence of direct cholinergic, glutamatergic and GABAergic projections from the LDT to the NAc, evoking a predominantly excitatory response in accumbal cells. Lastly, we show for the first time that selective activation of LDT-NAc projections enhances motivational drive and induces preference for a laser-associated lever, but only when paired with a food reward. We further demonstrate that specific activation of LDT-NAc cholinergic projections is sufficient for this shift in preference, suggesting that these projections enhance and narrow incentive motivation in rodents. In conclusion, with this work we showed that i) prenatal glucocorticoid exposure negatively impacts motivation due to impairments in LDT-VTA inputs, and that activation of this circuit rescues motivational deficits; ii) that LDT also controls NAc activity through direct projections of different natures; and iii) LDT-NAc (cholinergic) projections convey positive reinforcement signals.
O circuito de recompensa é composto principalmente por projeções dopaminérgicas originárias da área tegmental ventral (VTA) para o nucleus accumbens (NAc), e está envolvido na percepção de recompensa e reforço positivo. Os neurónios do núcleo tegmental dorso-lateral (LDT) modulam a atividade dos neurónios dopaminérgicos do VTA, controlando a libertação de dopamina no NAc. Um estudo recente mostrou que o LDT também envia projeções diretas para o NAc, sugerindo um papel direto e indireto na modulação da atividade do accumbens. Nesta tese, mostramos pela primeira vez que a exposição pré-natal a glucocorticóides (modelo iuGC) afeta a atividade electrofisiológica do circuito LDT-VTA, originando uma diminuição da motivação. A atividade basal do LDT estava diminuída nos animais expostos a iuGC, e observamos um efeito bidirecional na atividade evocada do VTA: após a estimulação elétrica do LDT, os animais iuGC apresentavam uma diminuição na magnitude da excitação e um aumento na magnitude da inibição. De salientar que a ativação optogenética das projeções LDT-VTA normaliza esse fenótipo, sugerindo que os níveis motivacionais dependem deste circuito. Em consonância, recorrendo à técnica de optogenética, manipulamos o circuito LDT-VTA durante múltiplas fases de recompensa. A estimulação optogenética do circuito LDT-VTA aumenta a preferência por uma recompensa associada à estimulação e induz autoestimulação intracraniana. De seguida investigamos as projeções do LDT para o NAc descritas recentemente. O NAc é composto por duas populações principais de neurónios espinhosos médios GABAérgicos (MSNs), segregados canonicamente nos que expressam o receptor de dopamina D1 (D1-MSNs) e os que expressam D2 (D2-MSNs). Dados anatómicos, eletrofisiológicos e comportamentais confirmam a presença de projeções diretas do LDT para o NAc colinérgicas, glutamatérgicas e GABAérgicas, que induzem uma resposta predominantemente excitatória no NAc. Por último, demonstramos pela primeira vez que a ativação seletiva das projeções LDT-NAc aumenta o nível motivacional e induz a preferência por uma alavanca associada à estimulação, mas somente quando associada com uma recompensa. Mostramos ainda que a ativação específica das projeções colinérgicas LDTNAc é suficiente para a mudança de preferência. Em conclusão, com este trabalho demonstramos que i) a exposição pré-natal a glucocorticóides reduz a motivação devido a défices nas projeções do LDT para o VTA, e que a ativação deste circuito normaliza estes défices; ii) que o LDT também controla diretamente a atividade do NAc através de projeções diretas de tipos diferentes; e iii) as projeções LDT-NAc (colinérgicas) codificam sinais de reforço positivos.
TypeDoctoral thesis
DescriptionTese de Doutoramento em Ciências da Saúde
URIhttp://hdl.handle.net/1822/60071
AccessEmbargoed access (3 Years)
Appears in Collections:BUM - Teses de Doutoramento
ICVS - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Barbara Guimaraes Salazar Coimbra.pdf
  Until 2021-12-20
30,47 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID