Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/59718

Title“IntegrArte”: um projeto comunitário com famílias refugiadas
Other titles“IntegrArt”: a communitarian project with families of refugees
Author(s)Faria, Maria João Ferreira
Advisor(s)Oliveira, Clara Costa
KeywordsEducação permanente
Refugiados
Migrações
Desenvolvimento sustentável
Educação para a paz
Intervenção e integração comunitária pela arte
Permanent education
Refugees
Migration
Sustainable development
Education towards peace
Community intervention and integration through art
Issue date2018
Abstract(s)Oriundas dos mais variados países, em condições desumanas, atingidas pelo desespero, medo e incerteza do presente e do futuro, procuram apenas um lugar seguro, falamos por ora de pessoas refugiadas. Os conflitos armados, a pobreza, a violência, o racismo, a xenofobia, são motivos que os levam a fugir de todas estas adversidades. Cabe por isso aos educadores encontrar soluções com vista a substituir esta cultura de violência por uma cultura de paz. Portugal, é atualmente o sexto país da União Europeia com o maior número de refugiados acolhidos no âmbito do programa de recolocação, tendo acolhido 1.520 cidadãos. É urgente e fundamental a ação com este público. O estímulo do desenvolvimento pessoal e social, a capacidade de aplicar práticas que potenciem o empoderamento e o desenvolvimento da sensibilidade artística das famílias são os pilares fundamentais deste projeto. Neste sentido, o projeto “IntegrArte”: um projeto comunitário com famílias refugiadas, desenvolvido no CLIB (Colégio Luso-Internacional de Braga), teve como finalidade a inclusão de pessoas refugiadas na nossa sociedade através da integração da arte. A arte é uma ferramenta que transforma a vida do ser humano. Atividades de gastronomia, artes plásticas, música, dança, jogos e visitas guiadas, originaram resultados notáveis.
Refugees fleeing from different countries in war, under inhuman despairing, frightening conditions, and uncertain of the future are merely looking for a safe place. War conflicts, poverty, violence, racism and xenophoby are some of the reasons that brought them to fleeing. Is one of the educator’s duty to find solutions for interchanging a war culture with a peaceful one. Portugal is the 6th country in the European Union program of relocation, that has taken in the biggest number of refugees, a total of 1 520 refugees. The interaction with this public is urgent. Encouragement of personal and social development, the ability to apply practices that enable empowerment and the integration of art into the lives of families are the fundamental basis of this project. In this manner, “IntegrArt" a communitarian project with families of refugees, developed by CLIB (The Braga International School), aimed at including refugees in our society through art. Art is a tool with which human life can be transformed. Activities of gastronomy, plastic arts, music, dance, games and guided tours, obtained remarkable results.
TypeMaster thesis
DescriptionRelatório de estágio de mestrado em Educação (área de especialização em Educação de Adultos e Intervenção Comunitária)
URIhttp://hdl.handle.net/1822/59718
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Maria João Ferreira Faria.pdf3,65 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID