Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/57289

TitleFatores e modelos organizacionais para a gestão de programas de inovação na relação Universidade-Indústria
Author(s)Afonso, Jorge Manuel da Silva
Advisor(s)Romero, Fernando
KeywordsColaboração Universidade-Indústria
Modelo organizacional
Transferência de conhecimento
I&D
Investigadores
University-Industry collaboration
Organizational model
Knowledge transfer
R&D
Researchers
Issue date2018
Abstract(s)Nas colaborações conjuntas entre Universidade e Indústria, as motivações e vantagens que se pode retirar deste processo podem ser diferentes e variadas. No entanto, as dificuldades, as barreiras e o esforço para alcançar o sucesso podem-no tornar muito difícil de executar e com certeza, pode ser muito difícil de gerir. Este trabalho de dissertação tinha como objetivo principal estudar como funciona este tipo de cooperações, tentando perceber tudo o que as influencia positivamente ou negativamente, percebendo quais as reais motivações de cada instituição, visto que estas são diferentes, têm culturas diferentes e com mindsets diferentes e tentando compreender também a influência dos investigadores no processo de criação e na transferência do conhecimento. Outro objetivo era tentar encontrar um modelo organizacional ideal, capaz de cobrir todas as exigências e todas as dificuldades que uma colaboração U-I para gestão de programas de I&D pode trazer. Para isso, fez-se uma revisão exaustiva da literatura, principalmente através de artigos da especialidade nas temáticas envolvidas, percebendo-se que, para alguns temas não havia praticamente literatura satisfatória ou disponível, tornando o desafio ainda maior. Fez-se também uma análise a um estudo de caso de uma cooperação real entre a Universidade do Minho e a Bosch Car Multimedia, com o objetivo de não só comparar a teoria com a prática de um caso real, como de discernir e revelar fatores que pudessem constituir a base para uma possível proposta de um modelo organizacional. Neste estudo, percebeu-se que fatores como a comunicação, a valorização dos investigadores, as burocracias das duas instituições e o espirito de equipa, são elementos que poderiam alterar e/ou melhorar a colaboração. Percebeu-se também, através deste caso, que os modelos organizacionais são flexíveis e que se devem adaptar a cada situação. No entanto, propôs-se uma pequena alteração ao modelo da colaboração em causa e propôs-se um modelo simples para uma colaboração menor, entre uma Universidade e uma PME.
In the joint collaborations between University and Industry, the motivations and the advantages that can be obtained from this process can be different and varied. However, the difficulties, the barriers and the effort to achieve success can make it hard to execute and, for sure, it can be very difficult to manage. This dissertation work had a main objective, to study how this type of cooperation behaves, trying to perceive everything that influences them positively or negatively, realizing what are the real motivations of each institution, since they are different, have different cultures and different mind-sets, and trying also to understand the influence of researchers in the process of creation and transfer of knowledge. Another objective was to try to find an ideal organizational model, capable of covering all the requirements and difficulties that a U-I collaboration for managing R&D programs can bring. For this, a review of the literature was done, mainly through articles of the area in the themes involved, realizing that for some subjects there was practically no satisfactory or available literature, making the challenge even greater. An analysis was made of a case study of a real cooperation between the University of Minho and Bosch Car Multimedia, with the objective of not only comparing the theory with the practice of a real case, but also to take from here insights for a possible proposal of an organizational model. In this study, it was noticed that factors such as communication, the valorisation of researchers, the bureaucracies of the institutions and the team spirit, could change and improve. It has also been perceived, through this case, that organizational models are flexible and must be adapted to each situation. However, a small change was proposed to the model of the collaboration in question and a simple model for a smaller collaboration between a University and an SME was also proposed.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado em Engenharia Industrial
URIhttp://hdl.handle.net/1822/57289
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado
DPS - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação+MEI-PG31491_Jorge+Afonso_v.final.pdf6,03 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID