Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/56524

TitleRedes e parcerias na indústria têxtil e de vestuário em Portugal
Author(s)Carvalho, João Pedro Leite Antunes de
Advisor(s)Vieira, Filipa D.
Rodrigues, Cristina Maria Santos
KeywordsRedes de inovação
Parceiros
Questionário
Indústria têxtil e de vestuário
Portugal
Innovation networks
Partnerships
Survey
Textile and clothing industry
Issue date2018
Abstract(s)A inovação é o pilar de crescimento de uma organização, e cada vez mais percebida como uma obrigatoriedade continua e não apenas uma exigência do cliente, pelo facto da realização de atividades de inovação, através do desenvolvimento de novos produtos e processos, ou da melhoria dos já existentes, proporcionar às empresas vantagens competitivas. Também é amplamente assumido que não há inovação sem novo conhecimento, sendo este um recurso de extrema importância na economia. Ao conhecimento está associada a aprendizagem, que é um processo predominantemente interativo. Como tal, a inovação não deve ser vista como o produto de um único agente, mas sim como o resultado da interação entre vários parceiros, quer institucionais quer organizacionais. Este projeto de investigação pretende contribuir para a discussão da temática da inovação, tendo como objetivo perceber o funcionamento da rede de inovação na Indústria Têxtil e de Vestuário em Portugal (ITVP), constituída pelos seguintes parceiros: (1) clientes; (2) fornecedores; (3) centros tecnológicos; (4) associações industriais; (5) organizações de capital financeiro; (6) universidades; e (7) centros de investigação. Para tal utilizou-se um questionário que foi respondido por 90 empresas da ITVP. Constatou-se, que independentemente da dimensão da empresa, o tipo de inovação mais realizada é a inovação de produto, seguindo-se a inovação de processo, a inovação organizacional e a inovação de marketing. Ao analisar os parceiros de inovação da ITVP, os resultados sugerem que os mais frequentes são os clientes, seguidos pelos fornecedores de matérias-primas e fornecedores de equipamentos e maquinaria. Os parceiros de inovação menos frequentes são as universidades, os centros de investigação e as organizações de capital financeiro. Ao considerar o efeito da dimensão da empresa, os resultados indicaram que as grandes empresas tendem a colaborar mais frequentemente com os diferentes parceiros de inovação do que as pequenas empresas. Também é possível constatar que as grandes empresas colaboram mais frequentemente com centros de investigação, universidades, organizações de capital financeiro, associações industriais e concorrentes. Por sua vez, as pequenas empresas relacionam-se essencialmente com clientes e fornecedores.
Innovation is the growth pillar of an organization, and increasingly perceived as a continuing obligation and not just a requirement of the customer, through the performance of innovation activities, through the development of new products and processes, or through the improvement of already existing, provide companies with competitive advantages. It is also widely assumed that there is no innovation without new knowledge, and this is an extremely important resource in the economy. Knowledge is associated with learning, which is a predominantly interactive process. As such, innovation should not be seen as the product of a single agent, but as the result of the interaction between various partners, both institutional and organizational. This research project aims to contribute to the discussion of the innovation theme, aiming to understand the operation of the innovation network in the Textile and Clothing Industry in Portugal (ITVP), made up of the following partners: (1) customers; (2) suppliers; (3) technology centers; (4) industrial associations; (5) financial capital organizations; (6) universities; and (7) research centers. For this purpose a questionnaire was used, which was answered by 90 ITVP companies. It was found that, regardless of the size of the company, the most innovated type of innovation is product innovation, followed by process innovation, organizational innovation and marketing innovation. When analyzing ITVP's innovation partners, the results suggest that customers are the most frequent, followed by suppliers of raw materials and suppliers of equipment and machinery. Less frequent innovation partners are universities, research centers and financial capital organizations. When considering the effect of company size, the results indicated that large firms tend to collaborate more frequently with different innovation partners than small firms. It is also possible to see that large companies collaborate more frequently with research centers, universities, financial capital organizations, industrial associations and competitors. In turn, small businesses are essentially related to customers and suppliers.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado em Engenharia Industrial
URIhttp://hdl.handle.net/1822/56524
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado
DPS - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DisseracaoFinal+_+Joao+de+Carvalho_+Pg.31032.pdf1,84 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID