Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/56032

TitleO papel da articulação interdisciplinar na regulação do esforço de aprendizagem em ambientes online
Other titlesThe role of interdisciplinary articulation in the regulation of learning effort in online environments
Author(s)Rodrigues, Nuno Queirós
Advisor(s)Lencastre, José Alberto
KeywordsAmbientes de aprendizagem online
Articulação interdisciplinar
Tempo
Reflexão
Consolidação da aprendizagem
Online learning environments
Interdisciplinary articulation
Time
Reflection
Deep learning
Issue date2018
Abstract(s)A evolução das Tecnologias da Informação e da Comunicação tem vindo a mudar o modo e os meios como acedemos à informação e ao conhecimento. Esta circunstância favoreceu a emergência de novos paradigmas e realçou a importância da aquisição de um conjunto de capacidades, entre as quais destacamos a competência digital e aprender a aprender. Atentas a esta nova realidade, as instituições de Ensino Superior têm procurado aproximar novos públicos, através da oferta crescente de cursos de pósgraduação realizados parcial ou integralmente a distância, proporcionando uma aprendizagem verdadeiramente multidimensional e ubíqua. Neste novo paradigma tecnológico e educativo, os docentes tendem a adotar novos modelos pedagógicos facilitados pelas tecnologias digitais, propondo aos estudantes a realização de tarefas fora do contexto formal de sala de aula. Sabemos, no entanto, que estas atividades são hoje quase sempre realizadas em ambientes online, imersos nos quais os estudantes experienciam múltiplos percursos de aprendizagem, raramente lineares, que devem incluir a leitura crítica, a avaliação e a validação da credibilidade de todas as fontes consultadas. Com efeito, estas atividades exigem dos estudantes de hoje novas competências, atitudes e literacias, e de mais tempo para refletir. Porém, se a proposta de tarefas for realizada de uma forma isolada, concorrente, e não articulada pelos docentes da turma, a potencial elevada simultaneidade de atividades poderá exigir de alguns estudantes um esforço de aprendizagem excessivo, restringindo o tempo necessário para poderem refletir, aprofundar e consolidar as suas aprendizagens. Este estudo procura contribuir para a compreensão de que os estudantes constituem um recurso partilhado pelos docentes da turma, e de que neste sentido, os docentes poderão promover a regulação das suas aprendizagens se conhecerem previamente a calendarização de todas as tarefas propostas pelos seus pares. Apoiados numa metodologia de desenvolvimento com recurso a uma revisão sistemática da literatura e a entrevistas coletivas do tipo focus group com docentes e estudantes do Ensino Superior, confirmamos a relevância do problema e descrevemos uma solução capaz de proporcionar aos docentes da turma o conhecimento em tempo real da calendarização de todas as tarefas propostas. Além disso, apresentamos as perspetivas dos docentes inquiridos sobre este meio comunicante, bem como um conjunto de desafios potencialmente envolvidos na sua implementação.
The evolution of Information and Communication Technologies has been changing the way and the means of how we access information and knowledge. This circumstance favoured the emergence of new paradigms and emphasized the importance of acquiring a set of capacities, among which we highlight digital competence and learn to learn. Aware of this new reality, Higher Education institutions have been seeking to bring new audiences by increasing the number of postgraduate courses implemented partially or entirely at distance, providing a truly multidimensional and ubiquitous learning. In this new technological and educational paradigm, teachers tend to adopt new pedagogical models facilitated by digital technologies, suggesting to students the accomplishment of tasks outside the formal context of the classroom. We know, however, that these activities are nowadays mainly performed in online environments, immersed in which students experience multiple learning pathways, rarely linear, which should include critical reading, evaluation and validation of the credibility of all sources consulted. Indeed, these activities require from today’s students new skills, attitudes and literacies, and more time to reflect. However, if the proposal of tasks is performed in an isolated, competing, and not articulated way by the teachers of the class, the potential high simultaneity of activities may require from some students an excessive learning effort, restraining the time necessary to reflect, deepen, and consolidate their learning. This research aims to contribute to the understanding that students are a resource shared by the teachers of the class, and that in this sense teachers may promote the regulation of their learning if they know in advance the schedule of all tasks proposed by their peers. Supported by a development research methodology using a systematic literature review and focus group interviews with teachers and students of Higher Education, we confirm the relevance of the problem and describe a solution capable of providing class teachers the knowledge of the scheduling of all the proposed tasks. Moreover, we present the perspectives of the teachers interviewed about this communicating medium, as well as a group of challenges potentially involved in its implementation.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado em Ciências da Educação (área de especialização em Tecnologia Educativa)
URIhttp://hdl.handle.net/1822/56032
AccessRestricted access (UMinho)
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Nuno Miguel Queirós Moreira Rodrigues.pdf
  Restricted access
4,57 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID